Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Levir Culpi não aprova time e responde críticas de Diego Tardelli

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O técnico Levir Culpi teve, nesta quinta-feira, o primeiro contato com a torcida do Atlético-MG após o retorno ao clube, e o encontro não foi dos melhores. O time alvinegro foi eliminado da Libertadores, e o treinador reconheceu que o Galo evoluiu, mas deixou claro que a equipe precisa melhorar muito em termos táticos.

“Eu não gostei do time, não gostei do jogo. O time lutou muito, buscou, mas, aparentemente, tivemos uma bola jogada no Jô, e uma segunda bola, e isso é muito pouco. Temos que coordenar melhor os volantes com os atacantes, os laterais com os atacantes, e isso é um trabalho que demora um pouquinho, mas vamos conseguir porque a qualidade dos jogadores é muito boa”, avaliou.

Questionado sobre as declarações do atacante Diego Tardelli, que não gostou de ser substituindo, alegando que estava bem no jogo, Levir Culpi discordou do jogador. O treinador argumentou que Tardelli não finalizou, não deu assistências e que participou pouco do jogo.

“Quem tem que responder e substituir é o treinador, e ele tem que jogar. Eu já falei para eles, que jogador para mim é número, e se não tiver número ele sai. Nenhum chute no gol, nenhuma assistência, para um atacante é muito pouco. O Tardelli é um dos melhores atacantes na estatística do Atlético-MG, mas não comigo, porque comigo ele não deu nenhum chute no gol ainda, e é por isso que saiu”, afirmou.

AFP
Partida contra o Atlético Nacional foi a segunda de Levir Culpi em seu retorno ao Atlético-MG

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade