Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Lucas revela choro e nega torcida por corte entre os 23 convocados

Bruno Ceccon São Paulo (SP)

O atacante Lucas tinha esperanças de integrar a relação de convocados do técnico Luiz Felipe Scolari para defender a Seleção Brasileira na Copa do Mundo e chegou a chorar ao ser preterido. Incluído na chamada “lista de espera”, ele nega a torcida por cortes entre os 23 chamados para o torneio.

“No momento, fiquei bem abalado mesmo e cheguei a chorar, porque a gente sabe que jogar uma Copa do Mundo no próprio país é uma grande oportunidade. Seria um presente de Deus, mas tudo tem a sua hora e talvez a minha ainda não tenha chegado”, afirmou o atleta.

Lucas participou de um evento ao lado do quadrinista Maurício de Sousa na manhã desta quinta-feira. Na sede de sua empresa, localizada em São Paulo, o criador da célebre Turma da Mônica perguntou se o atleta está torcendo por algum corte na lista de 23 convocados, arrancando risos da plateia.

“Não, estou torcendo pelos meus amigos. Tenho grandes amigos na Seleção e vou torcer por eles”, respondeu Lucas. Apesar da lista de espera de sete nomes exigida pela Fifa, Felipão pode chamar qualquer outro atleta em caso de eventual lesão entre os 23 convocados, o que mantém o jogador do Paris Saint-Germain cético.

“Fiquei feliz. Querendo ou não, é um reconhecimento. Mas também não me empolgou tanto assim, porque a gente sabe que são os 23 que vão para a Copa e que se acontecer algum problema ele pode chamar qualquer outro. Então, estou com a cabeça fria”, afirmou Lucas.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Ao lado do quadrinista Maurício de Sousa, criador da Mônica, Lucas participa de campanha contra desnutrição
Embora tenha deixado claro seu descontentamento com a ausência na lista de convocados para a Copa, o atacante disse não ter qualquer tipo de mágoa e chamou o técnico Luiz Felipe Scolari de “amigo” – ele esteve em seis das 10 listas divulgadas antes do Mundial.

“Sabemos que o treinador tem várias opções para escolher. Se ele fizesse uma lista de 100 jogadores, com certeza todos teriam qualidade. É difícil escolher só 23. Tem que saber aceitar e ser profissional. Sou jovem e tenho muito tempo ainda pela frente, muitas Copas para poder disputar”, afirmou o atleta de apenas 21 anos.

Apesar do tom cético, Lucas garante estar pronto para defender a Seleção caso seja efetivamente convocado. “Graças a Deus, nunca tive problema com a parte física. Então, fico sempre preparado. Se precisar de mim, me apresento no dia seguinte”, afirmou.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade