Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Lusa não embala, é goleada pelo Sampaio em casa e segue em penúltimo

São Paulo (SP)

A chegada de Marcelo Veiga parecia ter mudado a cara da Portuguesa. No último sábado, a equipe do Canindé conquistou sua primeira vitória na Série B do Campeonato Brasileiro, mas a partida desta terça-feira mostrou que será difícil para o torcedor rubro-verde se animar na competição. Em um Canindé completamente vazio, a Lusa foi surpreendida pelo Sampaio Corrêa, que goleou por 4 a 1 sem dificuldades. Insatisfeita, a torcida presente chegou gritar “olé” no toque de bola da equipe maranhense.

Com um gol já no início do primeiro tempo, marcado por Uillian, o Sampaio mostrou que a noite seria complicada para o time da casa. Pimentinha ampliou a vantagem antes do intervalo, enquanto Diogo marcou o terceiro já na etapa complementar. A vantagem deu muita tranquilidade ao time maranhense, que ainda viu a Lusa descontar com Serginho de pênalti, mas deu números finais com Edgard.

A derrota desta terça-feira deixou a Portuguesa em situação muito complicada. Com apenas cinco pontos somados, e uma vitória até o momento, o time do Canindé ocupa a penúltima colocação na classificação. O Sampaio, por sua vez, que chegou ao terceiro jogo sem derrota, conseguiu dar um salto na tabela, somando onze pontos no sétimo lugar.

Na próxima rodada, na tentativa de amenizar a crise que ronda o Canindé desde o início da temporada, a Portuguesa visita o Vasco, neste sábado, às 16h20 (de Brasília), no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. O Sampaio, em situação diferente, tenta manter a série sem derrotas diante do Ceará, ao lado da torcida maranhense, no Castelão, em São Luís.

Arte GE.Net
O jogo - O Sampaio Corrêa não tomou conhecimento de seu adversário na noite desta terça-feira. Se a Portuguesa poderia embalar na competição com a vitória do último sábado, o time maranhense começou o jogo muito melhor e abriu o marcador logo aos três minutos do primeiro tempo. Uillian Corrêa chegou a intermediária sem marcação, limpou Rudnei com facilidade e bateu com categoria de perna esquerda, sem dar chances ao goleiro Tom.

O primeiro gol serviu para desanimar o time da casa, que não mostrou qualquer tipo de reação diante de um público muito pequeno Canindé. Desta forma, a vida do Sampaio Corrêa ficou ainda mais fácil e o time maranhense conseguiu ampliar a vantagem antes mesmo do intervalo. Aos 30 da primeira etapa, Márcio Diogo fez bela jogada, jogou entre as pernas de Castán e rolou para Pimentinha marcar.

Marcelo Veiga teria muito trabalho para arrumar sua equipe nos vestiários, mas qualquer tipo de conversa ao longo dos 15 minutos caiu por terra já no primeiro lance do segundo tempo. Márcio Diogo chegou com liberdade ao ataque, acertou um belo chute no ângulo do goleiro Tom, que nada pôde fazer. O cenário era o pior possível para o torcedor rubro-verde.

A Lusa ainda ensaiou uma reação aos 35 minutos, quando Hiltinho cometeu pênalti sobre Laércio, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo. Na cobrança, Serginho cobrou com categoria e descontou para a Portuguesa. O gol, porém, não surtiu qualquer efeito, já que, na sequência, Waldir arrancou com velocidade pela direita, saiu da marcação e cruzou para Edgard fechar a conta.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade