Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Momento de falar pouco, diz Bueno após nova derrota do Figueirense

Londrina (PR)

Apesar das queixas sobre o trio de arbitragem comandado pelo alagoano Francisco Carlos do Nascimento – que não deu impedimento de Gabriel no primeiro gol do Santos, deixou de marcar um pênalti para o Figueirense e expulsou o zagueiro Raul em lance discutível -, os jogadores da equipe catarinense deixaram o gramado após a derrota para o Peixe, por 2 a 0, reconhecendo a atuação ruim.

Capitão do Figueira e principal responsável pelos gols do time, o centroavante Ricardo Bueno preferiu economizar nas palavras.

“Difícil. Agora é o momento de falar pouco e trabalhar. Não tem muito o que falar”, afirmou o camisa 9, que, assim como o restante da equipe, ainda não balançou as redes no Campeonato Brasileiro.

Ainda sem somar pontos na competição nacional, o Figueirense volta a campo no próximo domingo, quando enfrenta o Corinthians, na inauguração oficial da Arena Corinthians.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade