Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Na casa própria, Marcelinho compara Arena Corinthians a Hollywood

São Paulo (SP)

Entre os maiores ídolos da história corintiana, Marcelinho Carioca acompanhou a visita de Dilma Roussef às obras da Arena Corinthians nesta quinta-feira. Assim como a presidente da República, o ex-camisa 7 do Timão também não poupou elogios ao novo estádio, alegando que se trata da realização de um sonho. Para o craque, o clube do Parque do São Jorge tem uma estrutura que não fica atrás dos principais estádios do futebol mundial, comparando até mesmo com Hollywood, local de referência do cinema americano.

“Você está chegando a Hollywood. Antes estávamos na casa do vizinho, pegando emprestado, agora estamos na nossa casa, então é lindo e maravilhoso. E poder pisar no gramado, poder atuar com meus companheiros da época, no estádio da copa do mundo, é muito gratificante”, disse o ídolo do Timão, já fazendo referência ao evento deste sábado, “Corinthians x Corinthians”, que contará com a presença de outros personagens marcantes da história do clube.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Marcelinho Carioca esteve ao lado da comitiva de Dilma Roussef para visitar as obras da Arena Corinthians
Marcelinho Carioca garantiu presença, afirmou estar “fininho”, já que vem treinando três vezes por semana. O ex-jogador, aliás, já escalou sua equipe com Edu Gaspar e Zé Elias, para que os dois fiquem encarregados da marcação, enquanto o camisa 7 possa estar solto para armar as jogadas no ataque. Conhecido também pela enorme habilidade na bola parada, o ídolo fez uma promessa: “se tiver algumas faltas ou escanteios, eu vou cobrar. Não com a mesma eficiência do passado, mas o pé vai estar calibrado”.

Animado com a realização de um sonho, atuando na ‘casa própria’ do Corinthians pela primeira vez neste sábado, Marcelinho também foi ousado e se colocou a disposição de Luiz Felipe Scolari, técnico da Seleção Brasileira que divulgou a lista de convocados na última quarta-feira, “Estou preparado para jogar, e, dependendo do que acontecer 20 minutos que eu atuar, se o Felipão quiser eu estou aí”, brincou o ex-jogador corintiano.

Questionado sobre a lista de convocados, Marcelinho saiu em defesa do treinador, relembrando o trabalho de Felipão no rival Palmeiras para justifica a escolha do zagueiro Henrique. “A convocação foi bem coerente. O Felipão é bem família, muito grato às pessoas. Muitas pessoas questionaram a defesa com o Henrique, preferiam o Miranda, mas o Henrique foi fiel ao Felipão no Palmeiras quando o Felipão mais precisou. Acho que está bem coerente”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade