Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Napoli ameaça entrar na Justiça após “ofensas” de Carlos Miguel Aidar

São Paulo (SP)

Em comunicado oficial divulgado nesta quinta-feira, o Napoli rebateu as declarações do presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar. O mandatário disse recentemente que “nem com todo o dinheiro da Camorra toda” Paulo Henrique Ganso sairia do Tricolor. A referência à famosa máfia da região de Nápoles descontentou o time italiano.

Na nota oficial, o clube diz que o presidente são-paulino “ofendeu a imagem e a história de uma companhia gloriosa e prestigiosa como o SSC Napoli”, e garante que “as declarações ofensivas e fanáticas” de Aidar já estão sob estudo de um corpo de advogados que tratará de proteger a imagem do clube italiano.

Tudo começou com o suposto interesse do Napoli em Paulo Henrique Ganso. O meia vem tendo boas atuações neste Campeonato Brasileiro, acumulando dois gols e três assistências nas seis primeiras rodadas. Apesar dos rumores, os clubes negam qualquer negociação e o próprio jogador garante que tudo não passa de especulação.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Declarações do presidente tricolor criaram polêmica com o clube de Nápoles, que promete tomar providências
Confira abaixo o comunicado na íntegra:

Sobre as declarações do presidente do São Paulo, que ofendeu a imagem e a história de uma companhia gloriosa e prestigiosa como o SSC Napoli, a única coisa que nós podemos dizer é que cada um é qualificado pelo o que faz e diz. Esse comunicado não merece mais atenção do que nós damos com essa nota. Além do que já foi dito, é claro, nunca existiu qualquer negociação pelo jogador Ganso que nós tenhamos cuidado.

Em qualquer caso, as declarações ofensivas e fanáticas do Sr. Carlos Miguel Aidar já estão sob a consideração do departamento legal do Napoli, que vai tentar proteger a imagem do clube, em qualquer tribunal, seriamente difamada pelas palavras ditas pelo presidente do São Paulo.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade