Futebol/ Brasileiro Série A - ( )

Ney Franco elogia Paulinho e não o culpa por gol perdido

Gazeta Press São Paulo (SP)

Ainda sem vitórias no comando do Flamengo, o técnico Ney Franco poderia ter alcançado o primeiro resultado positivo neste domingo, se o atacante Paulinho não tivesse desperdiçado uma oportunidade incrível, já nos acréscimos. O empate sem gols com o Santos manteve a equipe rubro-negra em situação delicada na tabela de classificação.

Na entrevista coletiva, após o jogo no Morumbi,o treinador preferiu falar do pênalti que teria sido cometido sobre Léo Moura e que não foi marcado pela arbitragem: “Paulinho é um jogador dedicado que corre o tempo inteiro e que não merece ser sacrificado por um lance infeliz. Prefiro dizer que se o pênalti tivesse sido marcado, talvez a gente não precisasse do acerto naquele lance.Prefiro valorizar a doação dele que não mede esforços para cumprir a parte tática”.

O treinador rubro-negro ainda afirmou que as modificações que ele fez foram necessárias para ajustar o time e disse não ter percebido qualquer insatisfação do meia Elano que perdeu a posição.

Ney Franco também disse não ter tomado qualquer decisão sobre a volta do goleiro Felipe, barrado por ter faltado a um treinamento na sexta-feira: “Vamos jogar contra o Figueirense na quinta-feira. Então, tenho até quarta-feira para decidir quem vai ser o goleiro. E o jogo de hoje mostrou que o Flamengo está bem servido de goleiro. O Felipe é um baita goleiro, mas o Paulo Vítor também é excelente”.

Divulgação/Flamengo
Técnico do Mengão ainda despista se Felipe voltará à titularidade no jogo contra o Figueirense, nesta quinta-feira

O goleiro suplente gostou dos elogios recebidos por sua atuação no Morumbi, disse que é preciso respeitar o Felipe, mas que estará sempre pronto quando o técnico precisar: “Reserva não tem o direito de errar. Cada vez que eu entro procuro jogar bem e deixar uma boa impressão na cabeça do treinador”.

O atacante Paulinho que se tornou o personagem do jogo, pelo gol perdido no final, reconheceu a falha e disse que o excesso de confiança provocou o erro na conclusão: “Vai demorar para eu esquecer esse lance. Quando o cara vai muito confiante para uma bola, ele acaba perdendo o que era fácil. Foi o que aconteceu comigo. Assumo a responsabilidade pelo erro”.

O Mengão agora vai encarar o Figueirense, na próxima quinta-feira, às 19h30, no Morumbi, em São Paulo, pela oitava rodada da Série A. Com o empate deste domingo, o Rubro-Negro fica na 15ª posição na tabela, com seis pontos ganhos.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade