Futebol/Mercado - ( )

Ney Franco pede e diretoria só vai contratar depois da Copa do Mundo

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

O torcedor do Flamengo que espera ansioso por novas contratações vai ter que aguardar mais um pouco, já que a diretoria decidiu tempo ao novo técnico Ney Franco para analisar o elenco e relatar o que está faltando. As ordens são do presidente Eduardo Bandeira de Mello e do vice-presidente de futebol Wallim Vasconcellos, atendendo ao pedido do novo comandante rubro-negro.

“Vamos esperar a avaliação dele e não temos nenhuma negociação em andamento. Logicamente, observar o mercado é algo que sempre fazemos e, se aparecer algo interessante, vamos levar ao treinador”, disse Bandeira.

Do atual grupo do Flamengo, Ney Franco já trabalhou com o lateral direito Léo Moura, apenas. Além do volante Muralha e do atacante Negueba, com os quais teve contato na Seleção Brasileira Sub-20. Dessa forma, ele crê ser cedo demais para falar do plantel.

“Quero poder trabalhar com o elenco neste cinco jogos que teremos para fazer antes do recesso para a Copa do Mundo. Neste período, vou analisar todo o grupo e só depois disso falaremos de contratações”, disse Ney.

No entanto, com a decisão, o treinador terá que lidar com alguns problemas enfrentados pelo ex-técnico Jayme de Almeida, como a falta de opções para a criação de jogadas no meio-campo. Enquanto Lucas Mugni não mantém uma regularidade, Carlos Eduardo já não faz mais parte do clube da Gávea. Fora de campo, Elano trata de uma lesão no Departamento Médico.

Quase prontos – Elano, por sinal, trabalhou entre os titulares do treino tático da manhã desta quinta-feira, no Ninho do Urubu. O mesmo aconteceu com o beque Chicão. Ambos se recuperam de lesão na coxa direita.

Tratando uma fratura nas costas, o atacante Hernane também tem chances de estar em campo no domingo, às 16 horas (de Brasília), diante do São Paulo, no Maracanã, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Alexandre Vidal/Fla Imagem
Elano poderá retornar à equipe já no confronto deste domingo, ao lado de Chicão e Hernane, também lesionados

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade