Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Ney Franco terá que superar insatisfação do elenco pela segunda vez

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Avisado por telefone sobre sua demissão cerca de oito horas após a notícia vazar na imprensa, que já adiantava seu substituto, Jayme de Almeida deixou marcas no Flamengo. A medida tomada pela diretoria deve ter um impacto profundo dentro de campo: os jogadores não ficaram nada satisfeitos com o que aconteceu e o novo treinador chegará ao clube sob o clima de insatisfação do elenco.

A situação não chega a ser nova para Ney Franco que, em 2006, quando assumiu o Flamengo pela primeira vez teve que lidar com a insatisfação do elenco após mais uma péssima ação da diretoria. Naquela ocasião o então vice-presidente de futebol, Kléber Leite, demitiu o técnico Waldemar Lemos menos de uma semana depois dele ter levado o time para a decisão de Copa do Brasil superando nas semifinais o Ipatinga, então dirigido por Ney. Lemos tinha bom relacionamento com o plantel, que ficou chocado com o episódio. Kléber, que vem sendo acusado de ser o mentor da demissão de Jayme, embora negue essa versão, na época justificou a escolha por conta do bom rendimento do time mineiro em campo. Ney Franco conquistou a Copa do Brasil e o Campeonato Carioca de 2007, sendo demitido meses depois por conta da má campanha no Brasileirão.

Agora Jayme vai voltar a comandar um elenco de jogadores que ficaram tristes com a saída de Jayme de Almeida e revoltados como o processo foi conduzido. O ex-jogador foi demitido também após conquistar dois títulso, a Copa do Brasil e o Campeonato Carioca, e seu relacionamento com o grupo era o melhor possível.

Do atual elenco do Flamengo, Ney Franco só trabalhou no próprio Rubro-Negro com o lateral direito Leonardo Moura, que estava na Gávea em 2006. Porém, a opinião deste jogador e dos demais também ainda é uma incógnita, já que a diretoria proibiu os atletas de darem entrevistas desde que foi anunciada a demissão de Jayme de Almeida, em mais um sinal de que a insatisfação deve estar grande.

Felipe Oliveira/Divulgação
Ex-Vitória, Ney Franco pediu demissão do clube baiano para assumir o Flamengo no lugar de Jayme (Foto: EC Vitória)

É nesse clima pouco tranquilo que o Flamengo vai enfrentar o São Paulo neste domingo, às 16h20(de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Por uma obra do acaso, a estreia de Ney Franco vai acontecer contra o clube onde ele viveu a maior polêmica de sua carreira, ao ser alvo de críticas por parte dos jogadores e por abrir discussões públicas com o goleiro Rogério Ceni. Ney Franco estava no Vitória, onde saiu na segunda-feira, tão logo soube do interesse do Flamengo. A vitória sobre o São Paulo é fundamental para o Rubro-Negro, que tem apenas quatro pontos conquistados e flerta perigosamente com a zona de rebaixamento.

Sobre a contratação de reforços, as negociações que estavam em andamento foram paralisadas por conta da troca do comando técnico do Flamengo e da saída do diretor de futebol Paulo Pelaipe. Nos próximos dias Ney Franco vai se reunir com Wallim Vasconcellos para dar um panorama de como viu o plantel e apontar as posições que considera carentes e que necessitam de um investimento. Porém, o treinador, ao ser contratado, já foi avisado sobre a situação financeira orecária do clube e dos poucos investimentos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade