Futebol/Campenato Espanhol - ( - Atualizado )

Neymar classifica primeiro ano na Espanha como tempo "de aprendizado"

Barcelona (Espanha)

Há pouco mais de dez meses, Neymar deixava o Brasil para atuar por um clube europeu pela primeira vez, e se mudou logo para o clube mais vitorioso do mundo na ocasião. De lá para cá, a camisa do Barcelona chegou a pesar em alguns momentos, mas o camisa 11 aos poucos mostrou ter se adaptado à nova equipe. Apesar temporada sem títulos, o craque brasileiro faz balanço positivo deste primeiro ano na Europa.

“Foi uma temporada de aprendizado, mas também de grandes avanços. Tenho aprendido muito com a direção do clube e com jogadores sensacionais que admiro”, disse à revista Glamour.

A chegada do ex-santista à Catalunha coincidiu com o fim de um ciclo histórico. A contratação de Neymar fez parte dos primeiros passos de uma reformulação mal planejada que acabou durando toda a temporada e culminou em nenhuma taça conquistada. O desempenho gerou revolta na torcida blaugranae críticas na imprensa espanhola, mas o atacante recém-chegado muitas vezes acabou poupado. A final da Copa do Rei foi exemplo: o time jogou mal e acabou perdendo o título para o Real Madrid, mas Neymar foi exaltado por ter sido o único a “buscar o jogo” pelo lado do Barça.

AFP
Contratado a peso de ouro no último ano, Neymar anotou 15 gols em sua primeira temporada no Barcelona
Mas a blindagem ao atacante não garante elogios nas páginas dos jornais espanhóis, e o camisa 11 está na lista dos jogadores cobrados por mostrarem menos futebol do que sabem. Com o elenco barcelonista pressionado, Neymar garante responder bem às críticas quando é preciso e promete ganhar espaço na equipe na próxima temporada.

Ele também precisa ser protagonista dentro de algumas semanas, quando defenderá a Seleção Brasileira na Copa do Mundo. “Temos jogadores qualificados e preparados para vestir a camisa da Seleção. Estou ansioso para participar da Copa do Mundo, é um motivo de enorme orgulho e alegria. Existe e foram criadas certas expectativas com alguns jogadores, mas no meu caso sempre convivi com esse tipo de pressão”, finaliza o atacante, que é a grande esperança de gols do scretch canarinho na busca pelo pentacampeonato.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade