Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

“No direito dele”, torcedor vaia e diverge opinião de jogadores do Galo

Belo Horizonte (MG)

Irritada com o desempenho do Atlético-MG em mais uma derrota no Campeonato Brasileiro, por 1 a 0, para o Goiás, na Arena Independência, a torcida alvinegra não poupou críticas e vaiou muito o seu time ao longo dos 90 minutos. Os jogadores do Galo, no entanto, não procuraram rebater a postura nas arquibancadas e aceitaram a manifestação.

“Isso faz parte, o time não jogou bem, são seis jogos que não vencemos, mas o torcedor está no direito, temos que ser profissionais, trabalhar forte na semana, ir bem no clássico e conquistar a vitória”, disse o capitão Réver, já projetando uma possível recuperação na próxima rodada, quando o Galo volta a jogar no Independência contra o rival Cruzeiro.

O zagueiro atleticano, aliás, foi um dos poucos poupados pelas vaias do torcedor. No sistema defensivo, os laterais Emerson Conceição e Alex Silva sofreram a cada toque na bola, principalmente no segundo tempo, quando o time já perdia por 1 a 0. Com o meio de campo também não era diferente. Os erros sucessivos na armação da jogadas eram motivos de sobra para as vaias.

Bruno Cantini/CAM
Ciente do desempenho muito ruim do Galo neste domingo, o capitão Réver aceitou as críticas do torcedor
Após o sexto jogo sem vencer, o torcedor também cobrou a diretoria, pedindo contratações para o restante da temporada. O treinador Levir Culpi, que sequer teve tempo para treinar o Atlético-MG, já que assumiu a equipe há pouco mais de uma semana e teve um jogo decisivo na última quinta-feira, recebeu os gritos de “burro” depois de fazer suas três alterações.

O goleiro Victor, por sua vez, criticou a atitude nas arquibancadas. “O torcedor está no direito dele. Respeito, mas não concordo. Você torcer quando o time só está goleando e ganhando é muito simples. É um momento como esse que a gente precisa do apoio do torcedor. A gente entende a impaciência do torcedor, mas algumas coisas eu não concordo”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade