Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

No interior, Palmeiras desafia armadilha do Figueira para manter paz

Araraquara (SP)

No dia seguinte à contatação do técnico Ricardo Gareca, o Palmeiras terá pela frente, ainda sob comando interino de Alberto Valentim, um adversário perigoso para tentar a sua quarta vitória consecutiva. Longe do Pacaembu, já à disposição da Fifa para treinos para a Copa do Mundo, o time enfrenta às 19h30 (de Brasília) desta quinta-feira, em Araraquara, o Figueirense, responsável por uma das principais surpresas do Brasileiro até agora.

A equipe catarinense não tinha vencido nenhum jogo nem marcado gol até domingo, quando fez a vitória vencendo o Corinthians por 1 a 0 na primeira partida oficial no estádio do rival do Verdão. O resultado virou lição para o Palmeiras manter o que tem sido o principal segredo para sua reabilitação: a humildade.

“Não tem time bobo no Brasileiro. O Figueirense ganhou do Corinthians estreando estádio. Será um jogo difícil, temos que continuar com a nossa mesma pegada para sairmos vitoriosos”, afirmou Diogo, sem lamentar tanto ter que jogar no interior. “A torcida do Palmeiras é enorme e vai encher o estádio em Araraquara.”

Para o seu quarto jogo à frente do time, Alberto Valentim, com 100% de aproveitamento como interino, poderá contar novamente com os laterais Wendel e William Matheus, recuperados fisicamente. Marquinhos Gabriel, autor do gol do triunfo sobre o Vitória no domingo, melhorou de pancada no pé direito e também será titular.

Os desfalques, porém, continuam numerosos: Fernando Prass, Bruno César, Bruninho e Thiago Martins seguem vetados por lesão, Leandro está com a Seleção Brasileira sub-21 e Valdivia e Eguren treinam com as seleções chilena e uruguaia, respectivamente, visando a Copa do Mundo.

Divulgação
Maior astro à disposição, Wesley tenta manter o time arrumado (Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
Com quem tem à disposição, o técnico cobrará atenção para evitar vacilos fatais e conquistar três pontos para continuar como melhor paulista da competição. “Trabalhei com o Guto Ferreira na Portuguesa e conheço um pouco o seu trabalho. Arma times bem fechados e vai para o contra-ataque. Temos que manter a tranquilidade para não sermos surpreendidos”, avisou Diogo.

A estratégia de priorizar a marcação e atacar sem sofrer riscos na defesa realmente será usada pela equipe de Florianópolis. Guto Ferreira faz mistério, mas deve abrir mão das voltas do meia Vitor Junior e do zagueiro Raul para repetir a escalação que derrotou no Corinthians. A postura também não pode mudar, mas a posse de bola tem que aumentar, segundo o técnico.

“Queremos uma postura agressiva na parte defensiva e melhorar algumas questões que tivemos, principalmente no meio-campo, para jogar mais. Mostramos futebol de qualidade em algumas situações e trabalhamos para melhorar isso”, cobrou Guto Ferreira.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS X FIGUEIRENSE

Local: estádio Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Data: 22 de maio de 2014, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Schleich Vollkopf (MS)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Paulo Cesar Silva Faria (MT)
Assistentes adicionais: Antonio Denival de Morais e Paulo Roberto Alves Junior (ambos do PR)

PALMEIRAS: Fábio; Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira e William Matheus; Renato, Wesley e Mendieta; Marquinhos Gabriel, Diogo e Henrique
Técnico: Alberto Valentim

FIGUEIRENSE: Tiago Volpi; Leandro Silva, Marquinhos, Thiago Heleno e Guilherme Lazaroni; Luan, Paulo Roberto, Rivaldo e Giovanni Augusto; Everton Santos e Ricardo Bueno
Técnico: Guto Ferreira

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade