Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Osvaldo exalta contratação de Kardec e torce por permanência de Pato

Vítor Dalseno, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

O aumento da concorrência no ataque após a contratação de Alan Kardec precisa ser avaliado de maneira positiva. Esta é a opinião do atacante Osvaldo, titular do São Paulo no começo do Campeonato Brasileiro e um dos “ameaçados” pela chegada do ex-jogador palmeirense, que só poderá estrear em meados de julho, após a pausa para a Copa do Mundo.

“A chegada do Kardec vai ajudar. É um cara que estava bem no Palmeiras, tem um estilo de jogo do qual o professor Muricy gosta. É sempre bom existir a concorrência. Acho que isso me motiva mais. Quando o Pato chegou, a maioria dos noticiários falava que eu sairia da equipe, e aquilo me motivava ainda mais para entrar em campo e não dar brecha”, disse Osvaldo em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira, no CT da Barra Funda.

Para se manter entres os titulares, o atacante confia no discernimento de Muricy Ramalho e na diferença de posicionamento entre ele e Kardec.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Osvaldo deu passe para o primeiro gol de Ganso, que abriu a vitória contra o Flamengo no último domingo
“Eu não sei como o professor vai utilizar o Kardec na equipe. Tenho feito uma função que eu não sei se o Kardec faz (atuar na ponta esquerda). Acho que o Muricy vai analisar o momento de cada um – com ele (Muricy), quem está bem, continua. Ele (Kardec) terá que trabalhar para cavar um lugar na equipe”, afirmou.

Se de um lado a concorrência de Kardec se aproxima, do outro a possibilidade de perder Pato preocupa Osvaldo. Nesta segunda-feira, a imprensa turca noticiou o interesse do Fenerbahçe na contratação de Pato, que está emprestado ao Corinthians pelo São Paulo até dezembro do ano que vem.

“(Pato) é um jogador que chegou agora e ainda está se adaptando ao clube. Agora, está bem mais solto, se sentindo em casa. Se ele sair, todos nós vamos sentir falta dele, porque é um grande jogador, grande profissional, que sempre chega no horário, que treina muito... Mas a gente sabe que eh time grande é assim – sempre saem grandes jogadores e chegam outros”, completou.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade