Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( )

Oswaldo de Oliveira revela conversa para tranquilizar Damião

Do correspondente Tiago Salazar Santos (SP)

Leandro Damião segue com prestígio no time santista e com o técnico Oswaldo de Oliveira. Prova disso é a manutenção do camisa 9 entre os titulares mesmo com toda a pressão da torcida, que parece ter perdido a paciência com o jogador que custou R$ 42 milhões.

Após confirmar que Damião seguirá como referência no ataque do Peixe para o duelo deste sábado, contra o Grêmio, na Vila Belmiro, Oswaldo de Oliveira admitiu que o jogador está abalado com sua má fase, mas que tem tentado reerguer seu moral na base da conversa.

“Tentei conversar e acalmar, mas ele passa uma tranquilidade grande, uma seriedade grande. Ele não está insensível, sente isso, cria uma ansiedade, mas lida com isso de forma muito adulta e profissional e sabíamos que esse tipo de coisa poderia acontecer, todos estamos voltados a superar: eu, ele, todos os componentes da comissão técnica e os jogadores também”, falou Oswaldo nesta sexta-feira, após o último treino em preparação para o duelo diante dos gaúchos.

Enquanto o ex-atacante do Internacional luta para conquistar a confiança dos torcedores santistas, o jovem Gabriel é o artilheiro do time e sempre lembrado como a principal sombra de Damião. Neste sábado, Oswaldo vai escalar os dois juntos em campo.

“Sempre digo para eles que os quatro homens de frente, independentemente da posição ou função, têm bastante flexibilidade e movimentação e isso acontece muito especificamente com o Gabriel, Thiago, Geuvânio e o Rildo, também. São os jogadores da linha de três. Gabriel é um jogador importante, tem humildade para aprender e acredito no seu crescimento independentemente de onde começar o jogo”, explicou o técnico do Peixe.

Ivan Storti/Santos FC
Leandro Damião ainda não vingou com a camisa do Santos: dinheiro envolvido causa cobrança dos torcedores

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade