Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Oswaldo lamenta chances perdidas, mas admite superioridade do Galo

Santos (SP)

O Santos saiu na frente contra o Atlético-MG e tinha tudo para confirmar a vitória no segundo tempo, diante de um adversário bastante desfigurado. Aconteceu exatamente o oposto e o Peixe levou a virada na Arena Pantanal. Oswaldo de Oliveira lamentou algumas chances perdidas no segundo tempo.

“Foram detalhes, jogadas de contra-ataque. Tivemos duas chances, até melhores que eles, mas eles fizeram, e nós, não”, declarou.

Outro fator apontado pelo técnico santista para a derrota foi o cansaço e a sequência de jogos. Na última quinta-feira, enquanto o Galo descansou, o Peixe encarou o Princesa de Solimões-AM, em duelo válido pela Copa do Brasil.

“Sabíamos que teríamos muitas dificiuldades. Tivemos o jogo da Copa do Brasil (contra o Princesa do Solimões-AM) no meio da semana, viagem, desfalques... Sentimos muito. A saída do Cicinho (suspenso) e do Alison e do Jubal (na seleção sub-21) foram sentidas. Os que entraram voltavam de contusão, acabou sendo um peso grande”, completou.

Na próxima quinta-feira, o Santos visita o Goiás no Serra Dourada, a partir das 19h30 (horário de Brasília). O duelo é válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Ivan Storti/Santos FC
Oswaldo de Oliveira acredita que alguns detalhes decidiram o jogo em favor do Atlético-MG

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade