Futebol/Copa do Mundo 2014 - ( - Atualizado )

Otimista, Blatter diz ser impossível agradar a todos com a Copa

Mbankomo (Camarões)

Apesar de demonstrar otimismo com a realização da Copa do Mundo no Brasil, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, admitiu que haverá críticas ao Mundial. Nesta terça-feira, durante evento de inauguração de um centro de treinamento em Camarões, o mandatário da entidade máxima do futebol disse que é impossível agradar a todos.

"Nada neste mundo pode pretender satisfazer a todos. É impossível. Mas sou otimista e estou seguro de que quando começar a competição, todos os brasileiros se unirão como uma só pessoa para celebrar a festa do futebol", disse Blatter.

A possibilidade de protestos durante o Mundial, o que aconteceu ao longo da Copa das Confederações, continua sendo tratado com tranquilidade pelo dirigente.

AFP
Joseph Blatter inaugurou um CT da Confederação Africana de Futebol na cidade de Mbankomo
"Quatro anos atrás, quando a Copa estava sendo organizada na África do Sul, também diziam que havia insegurança, mas nada aconteceu", garantiu Blatter.

Sobre punições a episódios de racismo no futebol, o mandatário da Fifa se mostrou contrário a jogos com portões fechados. “Não vale a pena fechar os estádios, porque isso penaliza os torcedores”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade