Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Palmeiras ressalta inteligência para crescer na hora certa e avançar

William Correia São Paulo (SP)

O Palmeiras teve um primeiro tempo sofrível, mas venceu o Sampaio Corrêa por 3 a 0 marcando dois gols nos acréscimos. Na análise dos jogadores, no momento certo para crescer na partida. O time acredita que teve inteligência para reverter a derrota por 2 a 1 no jogo de ida, no Maranhão, e se garantir na terceira fase da Copa do Brasil.

“Conversamos no vestiário depois do primeiro jogo que um resultado de 1 a 0 bastaria. E foi o que aconteceu. Mantivemos a calma e, depois do 1 a 0, o time deles saiu para buscar o empate e isso deixou a equipe mais exposta. Com muita inteligência, conseguimos acertar os contra-ataques”, elogiou o capitão Lúcio.

“Sabíamos que eles iam vir fechados, mas que, quando conseguíssemos o primeiro gol, iam abrir. Foi assim no segundo tempo. Nós nos movimentamos mais, conseguimos o primeiro gol e as coisas facilitaram porque nossa equipe foi muito inteligente para matar o jogo na hora certa”, indicou Henrique, autor do segundo gol, responsável pelo alívio no time.

A tranquilidade conquistada no papo no intervalo foi o diferencial para os atletas. “É complicado e precisávamos do resultado a todo custo. Eles jogaram muito atrás, mas a gente esfriou a cabeça no intervalo e, na volta, fizemos o primeiro gol, o time encaixou e as coisas fluíram naturalmente. Controlamos e os espaços apareceram”, disse Wesley.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Jogadores creditam vitória com gols nos acréscimos à inteligência para furar a marcação do Sampaio Corrêa
Assim, o Verdão alcançou a segunda vitória seguida depois da saída de Gilson Kleina, demitido na semana passada com três derrotas consecutivas. Mas o grupo está ciente de que não é hora de festejar demais. “Todos aqui já estão bem grandinhos para saber que futebol é isso. Se volta a perder, volta a pressão. Não dá para se iludir, tem que dar sequência no trabalho e manter as vitorias sempre que possível”, simplificou Lúcio.

“Futebol é assim. A gente fica feliz quando as coisas acontecem. A equipe se conscientizou, o time jogou bem e conseguimos um belo resultado. Estamos em uma crescente e não podemos parar. Vamos dormir bem, mas sabendo que, no final de semana, o couro já come de novo”, alertou Wesley.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade