Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Pato descarta pênalti de cavadinha: "Vou chutar muito forte"

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Caso vença o CRB por 2 a 1, nesta quarta-feira, o São Paulo terá que decidir nos pênaltis a vaga para a terceira fase da Copa do Brasil. Apesar do erro que cometeu em 2013, quando eliminou o Corinthians do torneio desperdiçando uma cobrança de cavadinha, Alexandre Pato promete não se omitir da eventual responsabilidade no Pacaembu. Mas com outro tipo de chute.

"Se acontecer de ir para os pênaltis - mas tenho certeza de que não vai acontecer, porque a gente vai trabalhar muito para que não chegue aos pênaltis - e eu for escolhido, vou bater. Não sei como estarei pensando na hora, mas tenho certeza de que vai ser um chute muito forte", disse, rindo, menos de uma hora após ter ensaiado penalidades com outros sete titulares de linha, no CT da Barra Funda.

Aquela falha, que seria motivo de críticas até ele trocar o Corinthians pelo rival, ocorreu em outubro do ano passado. O atacante foi o escolhido para fechar a disputa de pênaltis contra o Grêmio (pelas quartas de final da competição, em Porto Alegre). Diante de Dida, com quem havia trabalhado muitos anos no Milan, ele bateu embaixo e com pouca força na bola. O goleiro ficou no centro do gol e fez a defesa sem se esforçar.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
No ano passado, quando defendia o Corinthians, ele desperdiçou uma cobrança de pênalti ao bater de cavadinha
Nos dias seguintes à eliminação, muito criticado pelos torcedores, o jogador cancelou compromissos públicos e emitiu até nota oficial para se justificar. Sempre muito contestado, ele seria ainda mais cobrado e definitivamente perderia espaço no Parque São Jorge. Menos de um ano depois, agora com a camisa do São Paulo, ele reconhece ter feito a escolha errada ao bater de cavadinha um pênalti tão importante.

"Os erros são um aprendizado. Como falei (na época), eu trabalhei com o Dida por cinco anos na Itália. Nunca esperei que ele ficaria no meio, porque ele sempre caía para um canto. Até perguntei a ele depois por que ele tinha que ficar parado bem no meu pênalti. Mas, aconteceu. Minha cabeça está aqui. Não sei se vai acontecer (de ir para os pênaltis), porque só penso na vitória", comentou, nesta terça-feira.

Para evitar que a classificação se defina nos pênaltis, o time treinado por Muricy Ramalho terá que vencer o jogo por 1 a 0 ou por dois gols de diferença, caso também seja vazado. Os desfalques em relação à partida de ida são o lateral direito Douglas (lesionado) e o zagueiro Rodrigo Caio (suspenso por ter sido expulso em Maceió).

O confronto, marcado para 22 horas (de Brasília) desta quarta-feira, será no Pacaembu pelo fato de a diretoria do São Paulo ter alugado o Morumbi para a realização de dois shows no final de semana. Motivo pelo qual também o clássico contra o Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro, no domingo, foi transferido para a Arena Barueri.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade