Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Pela Copa do Brasil, Palmeiras tenta usar Sampaio Corrêa para reagir

São Luis (MA)

Às 22 horas desta quarta-feira, o Palmeiras busca no estádio Castelão algo que não ocorre desde 27 de março: uma atuação convincente. Desde então, o time teve desempenho frustrante mesmo quando venceu, foi eliminado do Campeonato Paulista e Gilson Kleina sofre pressão sob sério risco de demissão. A estratégia é usar a visita ao Sampaio Corrêa, ida da segunda fase da Copa do Brasil, para reagir.

Se vencer por, ao menos, dois gols de diferença, o Verdão já se garante na próxima fase da competição sem a necessidade do jogo de volta, previamente marcado para terça-feira, no Pacaembu. Mais do que mais tempo de trabalho, a ideia é encarar o clube do Maranhão que disputa a segunda divisão nacional mostrando força para se recuperar depois de duas derrotas seguidas nas três primeiras rodadas do Brasileiro.

Kleina sabe que dificilmente sobreviverá no cargo se tropeçar em São Luis. O técnico não tem real alegria por resultados em campo desde os 2 a 0 que o time impôs no Bragantino pelas quartas de final do Paulista, em 27 de março. Desde então, recebeu críticas nas derrotas para Ituano, Fluminense e Flamengo e até quando bateu Vilhena e Criciúma.

Para se reabilitar, o treinador terá que superar um frequente desfalque: Valdivia, que estava relacionado, mas alegou incômodo muscular e nem viajou. O também meia Bruno César e o volante Bruninho são outros vetados por problemas musculares, enquanto o goleiro Fernando Prass operou o cotovelo direito e só poderá atuar em agosto, o volante Eguren trata de pancada na perna direita e o zagueiro Thiago Martins, em fase de recondicionamento físico, jogará apenas no segundo semestre.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Sob sério risco de demissão, Gilson Kleina tenta armar o Palmeiras sem Valdivia e Fernando Prass no Maranhão
Com poucas opções nem condições de ter comandado treino em campo por conta das chuvas em São Luis, Kleina deve trocar Serginho por Marquinhos Gabriel na transição entre meio-campo e ataque e apostar em Mendieta na armação, além de Bruno no gol. O objetivo é esquecer a derrota de virada por 4 a 2 para o Flamengo, no Maracanã, no domingo, e já iniciar a reação.

“É a nossa próxima partida e temos que procurar o resultado de qualquer maneira. Precisamos vencer para voltarmos a ter a confiança necessária para superar os próximos desafios”, indicou o volante Wesley, um dos principais nomes do Palmeiras que entra em campo.

Do outro lado, o Sampaio Corrêa somou quatro pontos na Série B em três rodadas, conquistado no último sábado em empate com o Oeste. Sem o meia Eloir e os zagueiros Mimica e Paulo Sérgio, o técnico Flávio Araújo faz mistério, mas o atual campeão maranhense deve ter como principal novidade entre os titulares a volta do lateral esquerdo Willian Simões.

FICHA TÉCNICA
SAMPAIO CORRÊA X PALMEIRAS

Local: estádio Castelão, em São Luis (MA)
Data: 7 de maio de 2014, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Pathrice Wallace Correa Maia (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moises e Luiz Claudio Regazone (ambos do RJ)

SAMPAIO CORRÊA: Rodrigo Ramos; Paulo Ricardo, Edimar, Jadson e Willian Simões; Jonas, Uilliam, Arlindo Maracanã e Válber; William Paulista e Waldir
Técnico: Flávio Araújo

PALMEIRAS: Bruno; Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira e Juninho; Josimar, Wesley, Mendieta e Marquinhos Gabriel; Leandro e Henrique
Técnico: Gilson Kleina

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade