Futebol/Seleção Brasileira - ( )

Pelé elogia evolução de Neymar, mas ainda não vê craque como líder

Yan Resende, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

A camisa 10 da Seleção Brasileira, que já pertenceu a Pelé, será de Neymar na Copa do Mundo deste ano. Desta forma, o atual jogador do Barcelona carrega a responsabilidade de não desapontar o Rei do Futebol, com quem sempre teve uma boa relação, principalmente por ter iniciado a sua carreira no Santos. Ainda assim, Pelé acredita que o seu ‘pupilo’, mesmo como principal craque do time de Luiz Felipe Scolari, ainda está muito novo para assumir a condição de líder da equipe.

“O Neymar pode ser uma grande figura, mas não podemos pensar nele como líder, pois é um dos mais jovens. No caso, temos que contar com o Fred, que é um jogador que tem respeito, experiência, e já provou isso nos jogos amistosos. O Thiago Silva é respeitado também, mas vai depender muito de como for armado o time, como o Felipe vai determinar os jogadores dentro de campo”, afirmou Pelé, durante o lançamento de mais um livro sobre a sua carreira nesta quarta-feira.

Ao relembrar o início de sua trajetória no futebol, o Rei também foi questionado sobre a sua primeira Copa do Mundo, na qual vestiu a camisa da Seleção Brasileira com apenas 17 anos. As lembranças do tricampeão mundial serviram para reforçar o discurso de que os líderes do atual time devem ser os mais experientes, já que, em 1958, Pelé recebera enorme ajuda dos jogadores mais rodados.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Camisa 10 de Luiz Felipe Scolari, Neymar ainda não deve assumir a condição de líder da Seleção Brasileira na Copa
“Quando você tem um jogador experiente é bom porque acalma o grupo. Tive a felicidade de pegar o Didi, o Nílton Santos e o Bellini, que era o xerife, jogadores que tinham um pouco de experiência e comandavam. Essa Seleção tem vários jogadores que poderão fazer isso, mas é uma incógnita”, relembrou o Rei, endossando o discurso de Felipão, técnico que costuma adotar vários jogadores de confiança como comandantes de seu time em campo.

O fato de não colocar Neymar como um dos líderes por causa da sua pouca idade não abala a confiança que Pelé tem no desempenho do atual camisa 11 do Barcelona. Para o Rei, o atacante tem todas as condições de se tornar o craque da Copa do Mundo, mesmo com a forte concorrência de Cristiano Ronaldo, que se machucou nesta quarta, e Messi, que não apresenta pela seleção argentina o mesmo futebol que o acompanha no Barcelona.

“Acredito que (Neymar) pode ser o craque da Copa. Aliás, para o meu querido Santos não foi muito boa a saída do Neymar, pois perdemos um grande jogador. Mas para o Neymar foi muito bom, porque esse tempo na Europa serviu para ganhar experiência. Sem dúvida nenhuma pode ser o craque”, concluiu o Rei do Futebol, apostando suas fichas no ‘pupilo’ Neymar.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade