Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( )

Promessa, Gabriel não escolhe posição e demonstra desejo de jogar

Do correspondente Tiago Salazar Santos (SP)

Com apenas 17 anos de idade e promovido a equipe profissional do Santos há pouco tempo, Gabriel já é o artilheiro do time na temporada com dez gols. Mesmo assim, o jovem atacante não tem lugar garantido no time, inclusive perdeu sua condição de titular durante as finais do Campeonato Paulista, contra o Ituano.

Mas a grande vantagem de Gabriel é a sua versatilidade. Com Oswaldo de Oliveira, Gabigol, como era conhecido na base, já atuou como meia, ponta e centroavante, parecido com a forma que o atleta atuava nas categorias inferiores. Independente disso, Gabriel avisou que o que ele quer mesmo é jogar.

“Eu gosto de estar sempre jogando, independente da posição”, disse o jogador ao ser questionado sobre seu lugar preferido no campo. “Não é porque ele (o técnico Oswaldo de Oliveira) me escala em várias posições que eu não quero falar. Já fui usado em varias posições, então, para mim, não tem problema jogar em cada uma delas”, explicou.

Com a má fase de Leandro Damião, havia a expectativa de que Gabriel assumisse novamente o posto de referência no ataque santista, posição em que a promessa alvinegra mais rendeu nesta temporada. Mas nesta quinta-feira, em treino coletivo no CT Rei Pelé, o treinador manteve Damião no pivô e colocou Gabriel pela beirada direita, formando um trio de atacantes com a composição de Thiago Ribeiro pela esquerda.

Ivan Storti / Divulgação Santos FC
“Eu gosto de estar sempre jogando, independente da posição”, disse o polivalente Gabriel

Jogo

Enfrentar o Grêmio ainda abatido pela eliminação precoce na Copa Libertadores da América pode parecer uma boa oportunidade para muita gente. No entanto, para o atacante Gabriel, a derrota dos gaúchos não muda em nada a vida santista.

“Acho que jogar contra eles é sempre muito difícil, independente como eles venham. É um jogo que o Santos quer muita a vitória e nós vamos para cima”, avisou o jovem, ciente de que o time precisa vencer a primeira no Brasileirão para evitar mais pressão.

Para o jogo diante do Grêmio, neste sábado, pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Vila Belmiro, Arouca deve voltar ao time, fato comemorado por Gabriel.

“Arouca é um ídolo para mim, espelho dentro e fora do campo, passa calma, tranquilidade, e isso passa para a gente que é mais jovem. Fico muito feliz em poder jogar, viajar com ele. A gente aprende bastante”, contou o atacante, mais um jogador revelado pelo Peixe.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade