Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Quero continuar sendo patinho feio e ganhando, diz Diogo sobre Verdão

William Correia São Paulo (SP)

Com duas derrotas nas três primeiras rodadas do Brasileiro, o Palmeiras ouvia comentários de que era o pior paulista da competição. Mas, logo após a demissão de Gilson Kleina, conquistou duas vitórias no campeonato e a condição de clube do estado que ocupa a posição mais alta no torneio. Diogo, porém, prefere ser considerado como azarão ainda.

“Quero continuar sendo patinho feio e continuar ganhando”, sorriu o atacante, titular nos resultados que deixam o Verdão na sexta colocação, com nove pontos somados em 15 disputados, superando o São Paulo, que tem a mesma pontuação, por possuir uma vitória a mais.

Para Diogo, a primeira da sequência atual de vitórias já mostrou que a condição do time não era tão ruim. “Ganhamos por 2 a 0 do Goiás, que, até nos enfrentar, não tinha perdido nenhum jogo nem sofrido gol. Alguma qualidade nós temos”, afirmou.

O jogador acredita que o futebol que levou o Palmeiras até a semifinal do Estadual foi retomado. “Voltou a postura que tínhamos no Paulista, com pegada e foco muito grandes. Resgatar isso é o grande mérito da equipe”, opinou.

Assim, o Verdão não tem sofrido com a série de desfalques que lida no momento, como Fernando Prass e Bruno César, machucados. Nem mesmo a liberação antecipada de Valdivia para treinar com a seleção chilena para a Copa do Mundo é tão lamentada.

“O Valdivia é um excelente jogador e faz falta, mas quem está no Palmeiras tem que entrar e dar conta do recado. O Mendieta está conseguindo suprir a ausência dele”, analisou Diogo.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Atacante está confortável com a condição de azarão que colocam no Palmeiras, hoje melhor paulista do Brasileiro

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade