Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Renato evita usar desfalques como justificativa para atuação santista

Do correspondente Tiago Salazar Santos (SP)

O Santos tem sofrido com a ausência de jogadores à disposição para os jogos do Campeonato Brasileiro. Contusões, convocações e agora até a transferência de Cícero para o Fluminense têm atrapalhado o planejamento do time. Oswaldo de Oliveira pretendia deixar o Peixe pelo menos no G4 antes da paralisação par a disputa da Copa do Mundo. No entanto, com apenas mais dois jogos para a pausa, o alvinegro praiano ocupa a modesta 13ª colocação com apenas uma vitória.

“É complicado para nós, são jogadores importantes que estão fora, mas a gente sabe que futebol é assim, não é só no Santos, acontece, mas a gente tem consciência que nesses dois últimos jogos temos que conseguir o maior numero de pontos possíveis e espero que depois da parada a gente possa contar com todo mundo aí”, disse o experiente volante Renato, que logo em sua reestreia com a camisa do Santos, no empate em 2 a 2 com o Goiás, assustou a todos ao deixar o campo de maca, mas o problema era apenas câimbra. “Já era esperado, acabei ficando muito tempo sem jogar. Eu já esperava um pouco porque o gramado do Serra Dourada é grande, pesado”, explicou o jogador de 35 anos.

Para o duelo contra o Bahia, nesta quinta-feira, às 21 horas, em Feira de Santana, o Peixe novamente jogará desfalcado. Mesmo assim, Renato mostra confiança no grupo. “Independente de quem entrar em campo a gente sabe que é um jogo difícil e vamos em busca da vitória. O foco é conseguir o maior numero de pontos até essa parada”, reiterou.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade