Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Santos até leva sustos, mas passa pelo Princesa com facilidade

Do correspondente Tiago Salazar Santos (SP)

Como todos esperavam, o Santos goleou e avançou na Copa do Brasil. O que ninguém esperava era o Princesa do Solimões chegar a dificultar a vida santista como assim o fez em alguns momentos do confronto. No fim, vitória do Peixe na Vila Belmiro por 4 a 2 com gols de Gabriel, Cicinho, Clayton He-Man, contra, e Thiago Ribeiro. O Tubarão do Norte descontou com Michel e Déurick. O placar agregado ficou em 6 a 3 para o alvinegro praiano.

Na próxima fase, a 3ª da Copa do Brasil, o Peixe enfrenta o Londrina, sendo que o primeiro jogo será no Paraná. Nesta fase da competição, já não existe a possibilidade de eliminar o jogo de volta.A CBF divulgou nesta quinta-feira as datas dos jogos, sem especificar os confrontos. As partidas acontecerão em 23 e 30 de julho, e 6 e 13 de agosto.

Agora o Santos volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro. Domingo, o Peixe encara o Atlético-MG, na Arena Pantanal, em Cuiabá, às 18h30. O mando do jogo é dos paulistas, mas a Vila Belmiro estará à disposição da Fifa a partir desta sexta-feira. A seleção da Costa Rica usará o estádio para treinar no período de Copa do Mundo.

Já o Princesa do Solimões volta à Manaus visando a final do segundo turno do campeonato amazonense contra o Nacional. O time é o atual campeão e venceu o primeiro turno da atual edição da competição.

O Jogo - Diferente da primeira partida, em Manaus, quando o Santos partiu para cima desde o começo e abriu 2 a 0 antes dos 10 minutos, nesta quinta-feira o time de Oswaldo de Oliveira iniciou o jogo mais lento. Pelo lado do Princesa do Solimões, a novidade foi a entrada de Marinelson. O jogador entrou na segunda etapa semana passada e colocou fogo no jogo.

Ricardo Saibun/Santos FC
O atacante Gabriel abriu caminho para a goleada do Santos sobre o Princesa do Solimões na Vila Belmiro
Mas logo no primeiro lance de perigo do confronto o Peixe abriu o placar. Geuvânio roubou a bola no campo de defesa e lançou Gabriel. O jovem atacante santista driblou o goleiro, que saia desesperadamente já fora da área, e bateu para o gol vazio. Foi o 13º gol de Gabriel nesta temporada, artilheiro isolado da equipe. No momento do gol, o goleiro Raicefran, além de errar o tempo da bola, se machucou e precisou ser substituído.

O jogo, que já não era difícil para os paulistas, ficou ainda mais fácil depois do primeiro gol. O time amazonense demonstrou desânimo e acabou levando mais um. Aos 24 minutos, o chileno Mena, que voltava de lesão, cruzou e o lateral Cicinho apareceu na área para dominar e tocar para o fundo do gol.

O duelo se transformou praticamente em um treino de ataque contra defesa. A bola rondava a área do Tubarão do Norte invariavelmente, principalmente com os avanços de Cicinho, que nesta quinta-feira mais parecia um ponta do que um lateral pela direita.

Apesar de dominar amplamente a partida, o Peixe foi surpreendido em um contra-ataque que caiu no pé justamente de Marinelson. O rápido atacante do Princesa do Solimões entrou na área pela direita do ataque, deixou Jubal caído no chão e rolou para Michel, que encheu o pé, rasteiro, sem chances para Aranha. Festa dos nove torcedores que ocupavam o setor reservado para a torcida visitante na Vila Belmiro.

Na segunda etapa, o Princesa do Solimões decidiu ir para o tudo ou nada, já que nem o empate lhe servia. Com isso, os santistas passaram a ter espaço para contra-atacar. E não deu outra. Logo aos 8 minutos da etapa complementar, Thiago Ribeiro arrancou pela direita e cruzou para Gabriel. O atacante pegou de primeira e acertou o travessão do goleiro Milton.

Ricardo Saibun/Santos FC
Já no segundo tempo, Clayton He-Man marcou contra, em um lance que escancarou a fragilidade dos amazonenses
Apenas um minuto depois, em novo contra-ataque, Lucas Lima cruzou da esquerda e dessa vez os atacantes nem precisaram ter trabalho, pois o zagueiro Clayton He-Man marcou contra a própria meta, em lance bizarro.

O jogo ficou aberto e o Tubarão do Norte diminuiu novamente. Após cobrança de falta, a bola passou por todo mundo, tocou no braço de Michel e sobrou para Déurick marcar. O árbitro validou o lance, apesar de muita reclamação dos santistas.

O gol deu força aos visitantes, que buscavam o milagre da virada em plena Vila Belmiro, principalmente em jogadas individuais, mas a defesa do Princesa estava aberta demais. Com espaço, aos 25 minutos foi a vez de Thiago Ribeiro guardar o seu. O atacante avançou sozinho, limpou um marcador, bateu de fora da área e ainda contou com a ‘ajuda’ do goleiro Milton para ampliar a vitória santista. Thiago Ribeiro não marcava desde 23 de março.

Aos 28 minutos, Aranha executou uma grande defesa a queima roupa, após cabeçada de He-Man. Em seguida, o Peixe aproveitou a subida do zagueiro rival e teve uma ótima chance de gol, mas Gabriel desperdiçou cara a cara, chutando em cima do goleiro Milton.

O Peixe ainda chegou a criar mais algumas oportunidades, mas o placar não mudou mais e o Santos avançou na Copa do Brasil para encarar o Londrina na próxima fase.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade