Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Se for reserva, Ganso ouvirá Muricy dizer: "Daqui a pouco, volta"

Tossiro Neto São Paulo (SP)

São grandes as chances de Paulo Henrique Ganso iniciar a partida deste sábado, contra o Coritiba, no banco do Pacaembu. O camisa 10 do São Paulo treinou entre os reservas, na quinta-feira, por não ter convencido Muricy Ramalho no empate de domingo com o Cruzeiro. O técnico, porém, não faz tempestade em torno do assunto, já recorrente no clube.

"O que eu não faço é desistir do jogador. Tenho que criar uma filosofia de trabalho. Aqui, joga quem está respondendo para o time", disse o treinador, nesta sexta-feira, sem confirmar se o meia será mesmo substituído pelo colombiano Pabon. Se for, ouvirá dele a promessa de retornar à equipe tão logo mostre trabalho no dia a dia.

"Isso muda demais. Às vezes, você tem muita esperança em um jogador, mas é outro que surpreende. É normal do futebol, acontece toda hora. Eu acredito muito no grupo. O jogador que está bem, fica. Não está bem? Dá lugar para outro e, daqui a pouco, volta. Não é só com o Ganso", completou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Ganso pode ir para a reserva neste sábado, mas com o aviso de que voltará ao time no futuro
A justificativa é literalmente a mesma que Muricy utilizou outras vezes com o próprio Ganso ou com o atacante Luis Fabiano, dois dos principais jogadores do elenco. E, de fato, ambos voltaram a jogar depois de períodos no banco de reservas.

Além da atuação não convincente de Ganso em Uberlândia, o comandante são-paulino cogita abandonar o esquema tático 4-4-2 e retomar o desenho com um só armador e três atacantes por outro motivo. Segundo ele, assim como o Cruzeiro, o Coritiba tem um sistema defensivo bastante forte pela faixa central do campo, o que exige explorar as laterais ofensivas.

"Vamos enfrentar um tem muito fechado, não adianta. Vimos três jogos do Coritiba. Contra Chapecoense, Santos e Caldense. É um time que se fecha muito e marca muito forte. Insistir por dentro é complicado. Tem que jogar pelos lados do campo para conseguir entrar, porque eles marcam muito bem", alegou.

Com ou sem Ganso, o São Paulo vai a campo às 18h30 (de Brasília) deste sábado, no Pacaembu. O confronto com a equipe paranaense não será no Morumbi porque o estádio está alugado para a realização de um show musical.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade