Futebol/Seleção Brasileira - ( - Atualizado )

Seleção Brasileira ajuda CBF a bater recorde de faturamento em 2013

São Paulo (SP)

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) apresentou faturamento recorde no último ano. O balanço referente ao ano passado, divulgado recentemente e esmiuçado nesta sexta-feira pelo jornal o Estado de S. Paulo, mostra que a receita da entidade máxima do futebol brasileiro saltou de R$ 236,6 milhões em 2009 para R$ 436,5 milhões em 2013 – um crescimento de 93%.

Da receita total, R$ 278,1 milhões (64%) estão atrelados a contratos de patrocínio da Seleção Brasileira, que é a principal fonte dos lucros da entidade, contabilizados em R$ 55,5 milhões em 2013.

A transmissão de jogos, outro significativo item do balanço da CBF, foi responsável pelo ingresso de R$ 113, 2 milhões (26% do total) nos cofres da confederação no ano passado. A despeito das competições nacionais (Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Copa do Nordeste e Copa Verde, por exemplo), as partidas da Seleção foram as que mais contribuíram para a receita recorde.

AFP
Encabeçada pelo camisa 10 Neymar, a Seleção Brasileira é o carro-chefe do balanço da CBF
Apesar de comemorar o balanço favorável de 2013, os dirigentes da CBF precisam se atentar às despesas, que também subiram. No ano passado, os gastos operacionais somaram R$ 269,8 milhões – em 2009, o valor foi de R$ 84,8 milhões.

"Elas (despesas) crescem num ritmo muito maior do que as receitas. Isso é preocupante. Mas as receitas vão muito bem, e não há dúvida de que a CBF é uma empresa sustentável", disse Pedro Daniel, consultor de gestão esportiva da BDO Brazil, em entrevista ao Estadão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade