Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Seleção Brasileira encara protesto ao deixar Rio rumo a Teresópolis

Rio de Janeiro (RJ)

Um grupo de manifestantes cercou o ônibus da Seleção Brasileira na manhã desta segunda-feira, enquanto a delegação deixava o hotel no Rio de Janeiro em direção a Teresópolis, município localizado a 91 km da capital fluminense, onde a equipe ficará concentrada durante a disputa da Copa do Mundo.

Munidos de apitos, adesivos e cartazes, os manifestantes - cerca de 150 professores da rede pública, que estão em greve - dificultaram a saída do ônibus que levava os jogadores, entoando gritos de ordem e colando mensagens com os dizeres "não vai ter Copa" na lataria do veículo. A polícia precisou fazer um cordão de isolamento para que a delegação conseguisse deixar o hotel.

Luiz Felipe Scolari e o restante da comissão técnica da Seleção Brasileira já está na Granja Comary à espera da apresentação dos atletas, que devem fazer exames médicos para o Mundial ainda nesta segunda-feira. Os treinamentos devem ser iniciados na quarta-feira.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade