Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Seleção do Equador recebe homenagem de presidente antes de embarque

Quito (Equador)

Perto de estrear em sua terceira edição da Copa do Mundo, a seleção do Equador foi homenageada nesta segunda-feira pelo presidente do país. Rafael Correa recebeu a delegação de “La Tri”, modo como a equipe é conhecida, e entregou a bandeira nacional aos jogadores. O treinador Reinaldo Rueda também esteve presente na temporada e ouviu o tradicional grito de “sí se puede” (sim, é possível) dos torcedores presentes.

Capitão do time, o meio-campista Valencia, que atua pelo Manchester United, recebeu a bandeira nacional das mãos de Rafael Corrêa e fez uma promessa aos torcedores do Equador. “Vamos levar esta bandeira ao lugar mais alto no Mundial, por estas cores vamos lutar até o fim”, garantiu o jogador.

A cerimônia, que também teve homenagem do Parlamento aos jogadores da seleção, contou com a presença do presidente da Federação Equatoriana de Futebol, Luis Chiriboga, que mostrou otimismo. Ao agradecer o trabalho do treinador Reinaldo Rueda, disse que o grupo está pronto “para a guerra e para a luta”.

Antes de pensar na primeira fase da Copa do Mundo, quando o time vai encarar Suíça, França e Honduras, o Equador ainda vai realizar dois amistosos nos Estados Unidos, local escolhido como preparação antes da chegada a Viamão, no interior do Rio Grande do Sul. No dia 31 de maio, o adversário será o México, enquanto a Inglaterra será o oponente em 4 de junho.

AFP
Capitão do time, o meio-campista Valencia recebeu a bandeira das mãos do presidente Rafael Corrêa

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade