Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Sem definir estreia, Gareca conta com Alberto para acelerar adaptação

Araraquara (SP)

Ricardo Gareca assinou contrato com o Palmeiras na quarta-feira, viu das tribunas do estádio em Araraquara a vitória sobre o Figueirense nesta quinta-feira e será apresentado oficialmente na sexta. Mas ainda não sabe quando estreará. Independentemente disso, o interino Alberto Valentim já se coloca à disposição para o argentino se adaptar ao futebol brasileiro.

“Vamos ajudá-lo, acelerar esse processo. É um cara vencedor, foi um ótimo jogador. Vamos acelerar para que ele conheça mais rapidamente o nosso futebol”, comentou Alberto Valentim, que iniciou a noite dizendo que faria sua despedida contra o Figueirense, mas pode comandar o time no domingo, contra o Chapecoense. “Não sei, vamos conversar amanhã (sexta-feira).”

É provável que Gareca seja liberado para ir a Buenos Aires arrumar os últimos detalhes de sua mudança. O técnico, que tem vínculo com o clube até junho de 2015, acompanhará o treino da tarde desta sexta-feira, mas pode estrear apenas na quarta-feira, contra o Botafogo, em Presidente Prudente.

Em qualquer momento, pode contar com Alberto. “Vou fazer da melhor maneira possível. Vamos conversar, quero saber dele as suas ideias, me colocar no meu papel para ajudar e que ele seja muito feliz, com sucesso para conseguirmos resultados importantes no Brasileiro e na Copa do Brasil e conquistarmos um título no centenário”, apostou o interino, já minimizando as dificuldades do recém-contratado.

Divulgação
Técnico trouxe auxiliar e preparador e terá Alberto na comissão (Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
“O desafio é que o Campeonato Brasileiro é muito difícil, equilibrado. Vamos procurar ajudá-lo a acelerar o processo de conhecimento do futebol, tanto no elenco para conhecer jogadores como para falar como funciona o Brasileiro, os adversários. Será o nosso papel”, insistiu, confiando em Gareca e nos jogadores.

“Aqui, no Palmeiras, a filosofia estrangeira vai ser aceita porque é um grupo trabalhador, que vai abraçar essa causa e faremos um grande campeonato”, apostou, sem pensar em deixar o clube. “Até segunda ordem, não deixo o Palmeiras, só continuo em outra função”, simplificou.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade