Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Sem palpitar, Elias esconde preferência entre companheiros: "Quero é jogar"

Arthur Carvalho, especial para a GE.net São Paulo (SP)

A noite da última quarta-feira marcou o reencontro de Elias com a camisa do Corinthians, mas a vitória no amistoso contra o Atlético-PR ainda não matou a vontade do volante de voltar a disputar uma partida oficial pelo Timão. Ele só pode atuar em partidas oficiais após a Copa do Mundo, mas o técnico Mano Menezes já avisou que, assim que puder, usará o meio-campista entre os titulares. Apesar de ser um dos preferidos do treinador, o atleta avisa que não dá palpites na escalação.

“Nenhum jogador aqui tem preferência para jogar com um ou outro companheiro, quem tem que decidir isso é o Mano. Ontem ele deixou bem claro que o campeonato é longo e que ele gostou da atuação dos que não vem jogando”, lembra Elias, referindo-se ao triunfo por 2 a 1 sobre o Atlético-PR.

No amistoso, apenas três jogadores que vêm sendo titulares começaram jogando - Gil, Petros e Jadson -, mas os suplentes mostraram serviço. “Ele vai precisar de todo mundo. A gente tem que se adaptar o mais rápido possível e qualquer companheiro que for jogar vai querer ajudar o Corinthians”, ressalta Elias, que também não mostra preferência por posição.

Divulgação/Agência Corinthians
Expectativa é que Elias tenha a companhia de Jadson, Petros e Ralf após a Copa do Mundo (foto: Daniel Augusto Jr)
“Quero é jogar, ele (Mano Menezes) sabe explorar o meu melhor, seja como segundo volante ou como meia. Ele vai saber explorar, saber o que é melhor para a equipe”, finaliza o jogador.

Enquanto Elias não tem condições de atuar em jogos oficiais, Mano Menezes vem usando o meio-campo formado por Ralf, Guilherme, Petros e Jadson, sendo que Romarinho flutua entre a posição de segundo atacante e terceiro armador. Recuperado de lesão, o meia Renato Augusto também jogou o amistoso da última quarta-feira e reaparece como opção.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade