Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Sem torcida, Vasco busca primeira vitória diante do Atlético-GO

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Ainda sem poder contar com o apoio de sua torcida, por causa de punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o Vasco recebe o Atlético-GO, neste sábado, às 16h20 (de Brasília), em São Januário, em confronto válido pela terceira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O Cruz-Maltino perdeu de 2 a 1 para o Luverdense-MT na jornada passada e busca a primeira vitória na competição, o que diminuiria a pressão. Os goianos, que empataram por 2 a 2 com a Ponte Preta no fim de semana passado, também não ganharam ainda pela Segundona.

Adilson Batista, técnico do Vasco, tem a exata noção do que representa o jogo deste sábado. Ele entende que sua equipe não vai poder ficar perdendo pontos em casa, sob pena de comprometer o objetivo de garantir o acesso para a elite do futebol nacional.

“O Vasco entra na competição como um dos favoritos e esses dois primeiros resultados não estavam nos planos. A gente não queria empatar em casa com o América-MG (1 a 1) e muito menos perder do Luverdense. Mas isso faz parte do passado e temos que pensar no que está por vir, porém, com a consciência de que muitos tropeços em casa podem comprometer o objetivo final. Sendo assim, ganhar do Atlético é fundamental”, disse Adilson.

Para ganhar este jogo o Vasco terá que superar ainda uma série de desfalques, como vem sendo rotina em São Januário. O zagueiro Rodrigo e o volante Pedro Ken, ambos com estiramento muscular na coxa esquerda, não poderão atuar, assim como o volante argentino Pablo Guiñazu, que fraturou o pé direito, e o atacante Edmilson, com lesão na coxa esquerda.

Para piorar, o zagueiro Anderson Salles e o atacante Rafael Silva, ambos que se destacaram pelo Ituano na conquista do Campeonato Paulista, o volante Fabrício, que vinha sendo pouco aproveitado no São Paulo, e o meia Guilherme Biteco, que tem os direitos federativos ligados ao Grêmio, não tiveram suas documentações regularizadas e não ficarão à disposição.

O único reforço para este duelo deverá ser o goleiro uruguaio Martin Silva, preservado na vitória de 2 a 1 diante do Treze-PB, na Copa do Brasil, por conta de dores na coxa direita. Assim, Diogo Silva fica como opção no banco.

Pelo lado do Atlético, o técnico Marcelo Martelotte vê o Vasco mais fortalecido por conta da vitória sobre o Treze. Ele minimizou a ausência da torcida no estádio.

Divulgação/Atletico-GO
O centroavante Júnior Viçosa é uma das esperanças de gol do Atlético-GO (Foto: Guilherme Salgado)

“Não vejo vantagem para a gente em relação a isso, pois a torcida pode jogar contra ou a favor dependendo o andamento da partida. O fato é que vamos enfrentar um grande adversário e que vai nos causar problemas. Temos que estar preparados para sabermos lidar com as situações do jogo”, disse Marcelo Martelotte.

Para este jogo o treinador decidiu barrar o lateral esquerdo Thiago Feltri, ex-Vasco, e promover a entrada do volante Marcus Winícius. Assim, João Lucas, que vinha atuando de forma improvisada no meio, jogará novamente na lateral.

FICHA TÉCNICA
VASCO-RJ X ATLÉTICO-GO

Arte GE.Net

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 3 de maio de 2014 (Sábado)
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Marcio Eustaquio Santiago (Fifa-MG) e Celso Luiz da Silva (MG)

VASCO: Martin Silva, André Rocha, Luan, Douglas Silva e Diego Renan; Danilo, Fellipe Bastos e Douglas; Montoya, Thalles e Reginaldo
Técnico: Adilson Batista

ATLÉTICO-GO: Márcio, Pedro Bambu, Artur, Lino e João Lucas; Renan Foguinho, Marcus Winícius, Wagner Carioca e Jorginho; Juninho e Júnior Viçosa
Técnico: Marcelo Martelotte

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade