Futebol Internacional/Amistosos - ( - Atualizado )

Sem Valdívia, Chile vira em casa sobre o Egito; Bósnia vence africanos

Santiago (Chile)

No Estádio Nacional Júlio Martínez Prádanos, em Santiago, o Chile mediu forças com o Egito, em amistoso preparatório para a Copa do Mundo de 2014. Apresentando falhas defensivas e sentindo a ausência de Valdívia e Arturo Vidal, os comandados de Jorge Sampaoli sofreram uma desvantagem inicial de dois gols, mas construíram a virada, com tentos de Marcelo Díaz e Eduardo Vargas (duas vezes), e triunfaram por 3 a 2.

O jogo – Atuando em seus domínios, o Chile encontrou dificuldades em superar a marcação africana, mas criou a primeira chance de perigo. Acionado na área aos oito minutos, o barcelonista Aléxis Sánchez finalizou firme e assustou a meta de Ikramy. Porém, a resposta do Egito veio em forma de gol. Com 12 jogados, Salah, meia-atacante que defende o Chelsea-ING, recebeu livre de marcação e venceu Claudio Bravo com uma finalização consistente.

Abatida com o gol sofrido, a seleção sul-americana viu os visitantes ampliarem o marcador aos 16. Aproveitando falha da marcação, Kamr entrou com liberdade na área e concluiu para o fundo das redes. O desconto chileno veio dez minutos mais tarde, em finalização consciente de Marcelo Díaz, que aproveitou uma bela jogada arquitetada por Alexis Sánchez.

Aos 28 minutos, o Egito, por pouco, não voltou a implementar a vantagem de dois gols. Em cruzamento na área, Fathy se antecipou à marcação e concluiu de cabeça, mas viu Claudio Bravo praticar uma boa defesa. Dois minutos mais tarde, Aléxis Sánchez deixou Eduardo Vargas em condições de marcar, mas a finalização do ex-gremista foi contida por Ikramy.

Na segunda etapa, o técnico Jorge Sampaoli promoveu a entrada do lateral santista Eugenio Mena e de Maurício Pinilla, atleta do Cagliari-ITA. Revigorada, La Roja conquistou o tento de empate. Melhor jogador chileno em campo, Aléxis Sánchez escapou da marcação e serviu Eduardo Vargas, que finalizou rasteiro e em diagonal, sem dar chances para o arqueiro adversário.

AFP
Com dois gols, Eduardo Vargas foi determinante para a virada chilena sobre o valente Egito em Santiago

Motivado, o Chile pressionou o Egito e arrancou o gol da vitória. Em jogada idêntica ao segundo tento, coube a Aléxis Sánchez mais uma assistência para Eduardo Vargas, que mostrou oportunismo e não desperdiçou.

Dzeko brilha em triunfo bósnio – Em Saint Louis-EUA, a Bósnia e Herzegovina mediu forças com a Costa do Marfim e venceu por 2 a 1. Os tentos balcânicos foram anotados pelo centroavante Dzeko, um em cada etapa. Didier Drogba descontou para os africanos.

AFP
Com dois gols de Dzeko, centroavante do Manchester City-ING, a Bósnia superou a Costa do Marfim

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade