Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Sob olhar de Nobre, Bernardo cobra faltas e sofre com piadas de Bruno

William Correia São Paulo (SP)

Enquanto não define um substituto para Gilson Kleina, o presidente Paulo Nobre, acompanhado pelo diretor executivo José Carlos Brunoro, foi a campo ver o fim do treino do Palmeiras na Academia de Futebol nesta quinta-feira e assistiu às brincadeiras do goleiro Bruno atrapalhando o recém-contratado Bernardo.

O meia emprestado pelo Vasco teve excelente desempenho no exercício de finalizações, que ocorreu após a atividade em campo reduzido. Nobre foi ao campo depois disso, quando Bernardo, Chico e Victor Luiz resolveram praticar cobranças de faltas. E Bruno, terceira opção no gol do Verdão, tratou de chamar atenção.

Como costuma fazer, o goleiro passou a desafiar os jogadores, focando em Bernardo. “Presta atenção que o presidente está atrás de você, hein, Bernardo? Vamos ver se você é bom mesmo. Vamos ver se valeu a pena você vir”, brincou Bruno, deixando o recém-chegado colega sem graça.

Sob pressão, Bernardo errou quase todas as suas cobranças de falta, acertando somente duas. Bruno gargalhava, vaiava ou avisava enquanto a bola passava pela barreira que ela iria para fora. O desempenho foi tão aquém do visto nas finalizações sem barreira que Bruno ou os outros goleiros da posição raramente tiveram que defender os arremates.

Independentemente da influência das graças de Bruno, Bernardo deve ser relacionado e ficar no banco de reservas no domingo, contra o Vitória, em Salvador. O meia foi emprestado até dezembro e se apresentou na última terça-feira, mas já teve sua documentação regularizada, ficando à disposição para estrear por seu clube de infância.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Uma semana após Kleina sair, Nobre e Brunoro riem com Alberto e Fernando Miranda enquanto não definem técnico
As brincadeiras de Bruno são mais uma mostra do ambiente tranquilo que o Verdão vive. Antes, o técnico interino Alberto Valentim exigiu que, antes de finalizar, seus comandados tentassem driblá-lo e se posicionou como zagueiro, sem pensar duas vezes antes de dar carrinhos para dificultar a vida dos atletas, que gargalhavam com suas ações.

Nobre assistiu a tudo sorrindo, assim como Brunoro. Ambos terminaram a tarde conversando no campo com Fernando Miranda, preparador de goleiros que, agora, virou auxiliar de Alberto. Promovendo uma série de entrevistas para encontrar um técnico, a diretoria já viu Ney Franco fechar com o Flamengo, ouviu uma recusa de Arce e tem Dorival Júnior como o mais cotado, com o argentino Ricardo Gareca, Vanderlei Luxemburgo, Dunga, Jorginho e Leão entre as opções.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade