Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Substituto de Kardec marca, mas Palmeiras leva quatro do Flamengo

Rio de Janeiro (RJ)

Não foi a estreia que Henrique esperava pelo Palmeiras. Apesar de ter feito um gol que colocou seu time momentaneamente à frente do Flamengo, o substituto de Alan Kardec saiu derrotado do Maracanã, neste domingo. Alecsandro, que prometeu a virada no intervalo, cumpriu a promessa na etapa final e, com uma assistência (a segunda no jogo) e dois gols, comandou a vitória por 4 a 2, a primeira da equipe carioca no Campeonato Brasileiro.

O placar foi inaugurado por Wesley, aos dez minutos, mas a equipe treinada por Jayme de Almeida buscou o empate pouco depois, quando Paulinho aproveitou passe de Alecsandro. Henrique, apresentado nesta semana, garantiu o triunfo parcial no primeiro tempo. Depois do intervalo, no entanto, brilhou de vez a estrela de Alecsandro. Ele deu um passe para Márcio Araújo e marcou outros dois gols para assegurar a virada.

O próximo compromisso do Palmeiras (que segue com três pontos) pela competição será apenas no sábado que vem, quando recebe o Goiás, no Pacaembu. Antes disso, vai a São Luís na quarta-feira, para enfrentar o Sampaio Corrêa, pela segunda fase da Copa do Brasil. A equipe carioca (agora com quatro pontos) volta a campo daqui a uma semana, em clássico contra o Fluminense.

Gazeta Press
Márcio Araújo foi autor de um dos gols rubro-negros (Crédito: Alexandre Loureiro/Inovafoto/Gazeta Press)
Neste domingo, os dois times entraram em campo em situações delicadas. O Palmeiras, vindo de derrota em casa para o Fluminense e tendo perdido também seu artilheiro (Alan Kardec) para o rival São Paulo, em uma negociação que gerou polêmica ao longo dos últimos dias. O Flamengo, sem vencer havia cinco jogos na temporada e também sem marcar nenhum gol no campeonato.

Os esquemas táticos diferentes das equipes apontavam um Flamengo bastante ofensivo, diante de um adversário mais recuado, à espera de contragolpes. Mas não foi bem assim, ao menos no começo do jogo. Logo no primeiro minuto, o Palmeiras chegou ao ataque, e Wesley arriscou um arremate da entrada da área, defendido pelo goleiro Felipe. Pouco depois, Wendel recebeu ótimo passe de Valdivia por trás da marcação, invadiu a área e reclamou de pênalti de André Santos.

A primeira jogada flamenguista de perigo foi ocasionada por uma indecisão entre Marcelo Oliveira e Fernando Prass, na entrada da área. Apos lançamento buscando Alecsandro, o zagueiro deixou a bola passar, e ela só não tomou o caminho da rede porque o goleiro estava logo atrás e fez a defesa sem querer com a coxa.

Passado o susto, o Palmeiras alcançou o campo de ataque novamente com velocidade. Valdivia tocou para Henrique, que se atrapalhou e viu a bola sobrar para Leandro. Dentro da área, o atacante atrasou mal para a chegada de Valdivia. O meia chileno não chegou na bola, mas Wesley, que vinha de trás, emendou de perna direita, no canto baixo do goleiro Felipe, e abriu o placar.

Dois minutos. Foi esse o tempo que teve a torcida palmeirense para comemorar no Maracanã. Aos 12, Alecsandro recebeu cruzamento quase na linha de fundo, próximo da trave direita, e ajeitou para Paulinho. Quase da marca penal, o meia-atacante deu o troco e chutou de primeira. Fernando Prass e o zagueiro Lúcio se atiraram , mas não conseguiram impedir que a bola tocasse a rede.

O primeiro gol na competição animou o Flamengo, porém o Palmeiras não acusou o golpe. Aos 19 minutos, Valdivia comandou nova passagem da defesa para o ataque e abriu para Henrique na direita. O atacante cruzou rasteiro, em diagonal, buscando Leandro, mas a defesa chegou antes de seu companheiro de frente. Aos 30, o lateral Wendel chegou à linha de fundo e atrasou para Valdivia. O chileno ajeitou de primeira para Henrique desviar no contrapé de Felipe e marcar o segundo gol palmeirense, seu primeiro com a camisa alviverde.

Antes mesmo de a bola voltar para o centro de campo, Fernando Prass, com dores no cotovelo direito, caiu e pediu atendimento médico. O goleiro tentou permanecer e ficou em campo mais 11 minutos, até chocar o local com o gramado, depois de espalmar arremate rasteiro de Alecsandro, acusar o incômodo mais uma vez e pedir substituição. Bruno, seu substituto imediato, aqueceu-se e, nos minutos finais do primeiro tempo, fez apenas uma fácil defesa, após cruzamento para a área.

No intervalo, Alecsandro deixou o campo prometendo a vitória. E, assim como o técnico Jayme de Almeida (que sacou Nixon para a entrada de Lucas Mugni, mudando o desenho tático do time), tentou fazer sua parte. Aos quatro minutos da segunda etapa, depois de boa troca de passes pelo lado esquerdo do ataque, a bola chegou até o atacante no meio da área. Quase caindo, ele rolou para o ex-palmeirense Márcio Araújo bater de primeira, vazar Bruno e igualar o marcador.

Aos 14 minutos, Alecsandro fez juz à confiança demonstrada ao final da primeira etapa. Acionado entre os zagueiros, ele invadiu a área e chutou em cima de Bruno. O reserva de Prass espalmou a bola para frente, e o atacante concluiu de cabeça para marcar o terceiro gol do Flamengo. Ele ainda anotou mais um gol aos 27 minutos, em chute rasteiro da entrada da área, para fechar a conta e cumprir o que havia prometido no intervalo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade