Futebol/Campeonato Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Tardelli admite fase ruim, mas espera melhora diante de colombianos

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O técnico Levir Culpi tem apenas uma dúvida para o jogo desta quinta-feira, contra os colombianos do Atlético Nacional, no Independência. O treinador não sabe se começa a partida com Marion ou Tardelli entre os titulares. Um dos nomes de maior prestigio no Galo, Tardelli admite que não vive um bom momento, mas afirma que já superou fases parecidas.

“Ano passado tive período assim também no Brasileiro e depois que voltei a marcar fiquei mais forte e motivado, até ganhei prêmios individuais. Mas não vivo bom momento e particularmente preciso voltar a fazer gols, ter a confiança que tinha ano passado. E toda vez me cobro e espero que seja no próximo jogo, nada como voltar a fazer gols e jogar bem”, declarou.

Com pouco de treinamento, devido o excesso de jogos, Tardelli acredita que isso pode ter prejudicado um pouco o rendimento dele individualmente. Na última terça-feira, Levir Culpi deixou Tardelli fora do treinamento para escalar Marion, mas Tardelli garante que a ideia era somente fazer um trabalho de reforço muscular.

“O tempo de treinamento é curto, praticamente o nosso treino é o jogo e dificilmente fazemos uma recuperação e treino físico. Conversei com o Carlinhos (preparador físico) e disse que estou abaixo do ano passado, e talvez isso tenha acrescentado para a má fase. Tenho dificuldades pela falta do fortalecimento onde faço trabalho específico, mas não estou tendo esse tempo”, lamentou.

Divulgação/Bruno Cantini/Atlético-MG
Diego Tardelli espera melhor do Altético-MG na partida desta quinta-feira pelas oitvas de final da Libertadores

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade