Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Técnico aprova reação e projeta Cruzeiro no G-4 antes da parada

Belo Horizonte (MG)

Eliminado da Libertadores na última quarta-feira, após um empate em 1 a 1 com o San Lorenzo, da Argentina, no Mineirão, o Cruzeiro voltou a campo neste sábado e mostrou que a competição continental já ficou no sábado. O time celeste recebeu o Coritiba, apresentou falhas graves, principalmente na marcação, mas venceu por 3 a 2. A postura da equipe rendeu elogios por parte de Marcelo Oliveira.

“Foi positiva (a reação). Existe essa ressaca física, porque corremos muito, dormimos tarde, e não conseguimos na quarta-feira. O sentimento é esquecer o sonho da Libertadores que ficou pelo caminho. Não podemos ficar remoendo, mas precisamos tirar proveito das falhas e equívocos”, avaliou o treinador do Cruzeiro, que já traçou uma meta para a sua equipe.

Ciente da parada após a nona rodada, por causa da realização da Copa do Mundo, Marcelo Oliveira quer ver sua equipe pelo menos entre os quatro primeiros colocados até a chegada do Mundial. “Temos uma meta para esses cinco jogos. A intenção é estar entre os quatro primeiros até a parada da Copa do Mundo”, confirmou o treinador.

Antes focado na Libertadores, Marcelo Oliveira usou um time reserva na maior parte dos jogos. Ainda assim, o Cruzeiro conseguiu somar pontos importantes, mostrando que tem um elenco qualificado para a temporada. Os primeiros jogos, aliás, serviram para o treinador analisar o restante do grupo, já que o Campeonato Brasileiro exige uma rotação maior do grupo.

O desgaste físico por causa da maratona de jogos, principalmente no segundo semestre, é a maior preocupação de Marcelo. “O peso é a dificuldade em se jogar o Campeonato com muitos jogos, calendário complicado e viagens longas. É saber utilizar o elenco, que tem desgastes e baixa de produção. Queremos o Cruzeiro forte, esperando retribuir o carinho do torcedor”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade