Futebol/Campeonato Brasileiro da Série B - ( - Atualizado )

Técnico Sidney Moraes lamenta falhas do Náutico e critica arbitragem

Curitiba (PR)

O Náutico foi derrotado por 2 a 0 pelo Paraná no último sábado, com duas falhas defensivas e um gol contra. O técnico Sidney Moraes lamentou os dois erros da defesa e detonou a arbitragem, declarando que o resultado do jogo teve influência direta dos erros do trio.

O árbitro Philip Bennett cometeu dois erros durante a partida. Primeiro assinalou impedimento e anulou o gol de empate do Timbu, marcado pelo meia Marcos Vinícius, que estava em posição legal. Além disso, não expulsou o jogador Gustavo quando o último zagueiro cavou falta no atacante Leleu na entrada da grande área, penalidade que caracteriza expulsão.

“A infelicidade do árbitro em um duelo como esse é complicado. O gol de Marcos Vinícius não estava impedido. O empate junto com a expulsão no Paraná e o jogo seria outro. Pagamos por isso. O resultado não diz o que foi a partida. Foi um jogo atípico e teve influência direta do árbitro”, esbravejou o comandante. “Não sou de reclamar da arbitragem, mas somos profissionais. Estão prejudicando o nosso trabalho em um momento difícil. Que vença o melhor sempre dentro do campo”, desabafou Moraes.

Divulgação
Sidney Moraes critica arbitragem e lamenta falhas na defesa na derrota para o Paraná
Os erros da zaga também foram determinantes para a derrota. “Toda equipe que joga em casa dá um sufoco nos primeiros 15 minutos. Logo no início vacilamos e eles aproveitaram. Depois disso, a situação da partida mudou. Perdemos o jogo porque nós demos os gols para eles em dois erros. Se quisermos pontuar e encostar nos líderes, a margem de erro tem que diminuir.”

Com o resultado, o Tingu cai para a 11ª posição. O próximo confronto da equipe será contra o Avaí, nos Aflitos, na próxima terça-feira às 21h50, no estádio dos Aflitos, em Recife, em partida válida pela oitava rodada da Série B.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade