Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

No primeiro jogo da Arena, Timão pega Figueirense em clima de festa

Arthur Carvalho, especial para a GE.net São Paulo (SP)

O Timão viverá momento histórico na tarde deste domingo. Em duelo válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, o Alvinegro recebe o Figueirense no primeiro jogo oficial da Arena Corinthians. Cerca de 40 mil pessoas devem estar presentes no evento e a festa promete ser ainda maior após o apito inicial.

A escalação o corintiano sabe de cor, com exceção de uma vaga no meio-campo. Após os nomes de Cássio, Fábio Santos, Gil, Cleber , Fagner, Ralf e Guilherme, o sistema de som do novo estádio deve chamar Petros, mas Renato Augusto pode tomar seu lugar para compor o setor de armação ao lado de Jadson. À frente, os atacantes serão Romarinho e Guerrero.

Assim que a bola rolar o clima deve mudar em Itaquera. A festa para o primeiro compromisso oficial da nova casa corintiana será concentrada no apoio ao time em campo. E tudo indica que o Timão terá que ir para cima para furar a defesa do Figueirense e buscar a vitória.

O triunfo seria a coroação de uma nova fase do clube e, para o meio-campista Petros, o jogo tem um gostinho diferente. “O torcedor sempre esperou por isso (jogo na Arena), apesar de que o Pacaembu sempre foi também a casa do Corinthians. Mas é diferente, agora temos a nossa casa e poder participar desta festa me deixa muito feliz”, afirma.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Com a boa fase de volta, Guerrero marcou dois gols e deu duas assistências nas primeiras rodadas do Brasileirão
Com a participação garantida na emblemática partida, outro jogador mira escrever seu nome em letras ainda maiores na páginas da história alvinegra. E se o primeiro gol da Arena do Corinthians, “o clube mais brasileiro” como canta seu hino, fosse de um estrangeiro? O peruano Paolo Guerrero sonha com o feito, mas garante não ter vaidade e revela conversa neste sentido com o técnico Mano Menezes.

“O professor comentou. Teve algumas coisas neste sentido que ele comentou. E é importante porque, pela idade que tem o time, alguns já querem fazer o gol”, comenta. “Mas o professor não quer que isso tire o foco principal da nossa cabeça, que é ganhar o jogo. Então, seja quem for que faça o gol, será comemorado por nós todos”, garante o centroavante, que anotou dois dos mais importantes gols da história do clube no Mundial de 2012.

Dá para imaginar, mas a celebração do primeiro gol do Timão em jogos oficiais na Arena deve superar todas as expectativas. Com gol ou não, fato é que o Corinthians faz história neste domingo independente do resultado, mas a celebração não deixa de lado a importância da partida para o Campeonato Brasileiro.

Divulgação/Agência Corinthians
Partida também serve como novo evento-teste visando a abertura da Copa do Mundo (foto: Daniel Augusto Jr)
Contra o último colocado e em casa – na nova casa! –, o Alvinegro precisa vencer para seguir nas primeiras colocações. Com oito pontos, a equipe atualmente ocupa a quarta posição, mas pode chegar à liderança se sair de campo com o triunfo.

O único convidado para a cerimônia que não quer saber de festa é o Figueirense. Lanterna do Campeonato Brasileiro, o time catarinense vai a Itaquera para tentar frustrar os planos do Timão. Sem nenhum ponto conquistado em quatro jogos, os visitantes devem apostar no jogo defensivo para segurar o anfitrião.

O técnico Guto Ferreira deve manter o time que encarou o Santos no último dia 11, com exceção do zagueiro Raul, que acabou expulso naquela ocasião. Entre os titulares, um conhecido da torcida corintiana: Éverton Santos, que defendeu e acabou rebaixado com o Time do Povo em 2007. Desde a saída do atacante, o Timão conquistou a América e o Mundo, e neste domingo cultua a nova casa.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X FIGUEIRENSE

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 18 de maio de 2014, domingo
Horário: 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Jailson Macêdo Freitas (BA)
Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (BA) e Adson Márcio Lopes Leal (BA)

CORINTHIANS: Cássio, Fábio Santos, Gil, Cleber e Fagner; Ralf, Guilherme, Petros (Renato Augusto) e Jadson; Romarinho e Paolo Guerrero
Técnico: Mano Menezes

FIGUEIRENSE: Tiago Volpi; Artur, Marquinhos, Leandro Silva e Guilherme Lazaroni; Nem, Luan, Marco Antônio (Rivaldo) e Dudu; Everton Santos e Ricardo Bueno
Técnico: Guto Ferreira

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade