Futebol - ( - Atualizado )

Treinador elogia Guerrero e pede que equipe retribua seus favores

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Paolo Guerrero vem de duas ótimas atuações nas quais não balançou a rede. O trabalho não passou despercebido pela torcida, que valoriza o esforço do peruano, nem pelo técnico Mano Menezes, que pediu aos demais jogadores do Corinthians que ajudem o centroavante a marcar.

“Ele está em um condicionamento melhor, melhor tecnicamente, mais confiante. Espero que o time consiga fazer para ele, logo, logo, aquilo que ele tem feito para os outros, porque centroavante precisa de gols”, afirmou o treinador, satisfeito com o desempenho do camisa 9.

Com lesões e problemas de condicionamento físico, Guerrero chegou a perder a posição, entre o final do Campeonato Paulista e o início do Brasileiro. Recuperou a vaga, marcou duas vezes após prolongado jejum e passou a ocupar uma faixa maior do campo, saindo mais da área do que costuma.

Divulgação/Agência Corinthians
Mal no final do Campeonato Paulista, Paolo Guerrero está em boa forma (foto: Daniel Augusto Jr.)
O novo posicionamento é possível justamente porque o atacante está mais magro e mais forte. E porque o Corinthians passou a jogar só com Romarinho se aproximando dele. Há um espaço maior para operar, com presença constante especialmente pelo lado esquerdo.

Foi por ali que o centroavante construiu a bela jogada do gol de Romarinho, que fechou a goleada por 4 a 1 sobre o Sport, no último domingo. Ele já havia participado de outros dois gols na partida, embora tenha deixado a Ilha do Retiro com uma ponta de frustração por não ter marcado o seu.

“Eu sinto que ele está melhor, mais forte fisicamente. Por isso, já está atuando em uma faixa maior do campo. Antes, ele jogava mais centralizado, com jogadores abertos nos flancos. Quando optamos por passar um desses jogadores para o meio, sobrou espaço na última linha”, explicou Mano Menezes.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade