Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Três anos depois, São Paulo e Corinthians retornam a Barueri

Tossiro Neto e Marcos Guedes Barueri (SP)

A Arena Barueri será, pela segunda vez na história, palco de um duelo entre São Paulo e Corinthians. Três anos depois da vitória tricolor com direito ao centésimo gol nas contas de Rogério Ceni, pelo Campeonato Paulista de 2011, o clássico volta à cidade em confronto da quarta rodada do Brasileiro, marcado para as 16 horas (de Brasília) deste domingo.

O Morumbi não poderá ser utilizado por ter sido alugado pela diretoria para a realização de dois shows no final de semana. Decisão que Muricy Ramalho lamenta, mas entende. "Tem prejuízo isso. Todo time gosta de jogar na sua casa, e a nossa é o Morumbi. Mas, hoje em dia, isso é normal. Todos os clubes estão reformando suas arenas para também sediar shows", disse o treinador, que encontrará Mano Menezes pela primeira vez desde a polêmica criada no Estadual.

Definida com derrota do São Paulo para o Ituano, a eliminação precoce do rival na competição motivou o treinador corintiano a insinuar que a equipe de Muricy poderia ter facilitado o jogo propositalmente. O são-paulino, que rebateu o adversário - e conhecido desde os tempos em que dirigiam Internacional e Grêmio -, diz ter deixado o assunto para trás. Mano afirma aguardar um cumprimento cordial antes do jogo.

Assim, a preocupação de cada um deles, por ora, resume-se a montar suas equipes. Muricy tem o retorno do zagueiro Rodrigo Caio (suspenso no compromisso de meio de semana, na Copa do Brasil) como principal novidade. Em contrapartida, não poderá contar com Alexandre Pato, impedido contratualmente de atuar contra o Corinthians, clube que o emprestou até o final de 2015 - envolvido no negócio, o agora corintiano Jadson também não pode enfrentar o São Paulo. Outra dúvida na escalação é tricolor é quanto a Luis Fabiano.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
No último encontro entre os rivais em Barueri, o são-paulino Rogério Ceni marcou seu centésimo gol na carreira
O centroavante machucou o cotovelo direito na quarta-feira e não participou dos dois primeiros treinos em preparação para o clássico. A versão do clube é que o caso não preocupa o departamento médico. Muricy, por outro lado, admitiu publicamente que não tem certeza se poderá utilizar ou não seu principal artilheiro no ano. Ao contrário. O técnico do São Paulo disse ter "alguma esperança" em sua utilização. É grande, portanto, o risco de atuar com um ataque todo reserva.

Os desfalques poderão ser mais sentidos porque o Corinthians parece ter reencontrado a consistência defensiva perdida com a saída do técnico Tite, no final do ano passado. Derrotado por 3 a 2 pelo São Paulo no Campeonato Paulista, há dois meses, o time de Mano não foi vazado em nenhuma de suas sete partidas disputadas de lá para cá, algo que lhe ajudou a aparecer na liderança do Campeonato Brasileiro após três rodadas.

"A equipe está mais confiante, mais estável. Logicamente que aquele primeiro momento de mudança foi mais difícil, apresentou mais oscilação. A oscilação ainda vai acontecer em todas as equipes, mesmo nas mais maduras, em um campeonato de 38 rodadas, mas estamos em um momento bom. Queremos aproveitar o momento, porque o futebol tende a respeitar os momentos. A gente quer repetir contra o São Paulo o nível que vem apresentando", comentou o treinador.

Ele não surpreendeu ao fechar boa parte dos treinamentos ao longo da semana e esconder o substituto de Jadson. Danilo, Renato Augusto e Luciano são os candidatos, provavelmente nessa ordem de favoritismo. O restante da escalação alvinegra é o mesmo usado na vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, no último final de semana.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X CORINTHIANS

Local: Arena Barueri, em Barueri (SP)
Data: 11 de maio de 2014, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Rogério Zanardo (SP) e Danilo Simon Manis (SP)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Luis Ricardo, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Álvaro Pereira; Souza, Maicon e Ganso; Ademilson, Osvaldo e Luis Fabiano
Técnico: Muricy Ramalho

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Cleber, Gil e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Petros e Danilo (Renato Augusto); Romarinho e Guerrero
Técnico: Mano Menezes

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade