Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Troca de dirigentes pode atrapalhar chegada de reforços

Rio de Janeiro (RJ)

A troca de dirigentes no Fluminense deve atrapalhar o processo de contratação de reforços para o elenco Tricolor. O vice-presidente de futebol, Ricardo Tenório, pediu para deixar o cargo nesta quarta-feira e tinha a negociação com o zagueiro Henrique, do Bordeaux, da França, em bom estágio. Com a saída de Tenório, a contratação pode não ocorrer.

Os valores que o dirigente vinha negociando com o empresário do jogador, Eduardo Uram, estariam elevados para o determinado pela diretoria do Fluminense. A dificuldade em levar reforços para as Laranjeiras devido à diminuição de investimentos da Unimed e o pouco dinheiro em caixa do clube foram motivos preponderantes para a saída de Tenório.

Paulo Angioni é o novo vice-presidente de futebol tricolor e declarou certo desconhecimento acerca da negociação com o zagueiro Henrique: “Não tive conhecimento dessa negociação, apenas pela imprensa. Vamos procurar saber em que pé está. Tem de ser respeitado tudo aquilo que, porventura, tenha sido conversado anteriormente”.

Photocamera
Paulo Angioni (à esquerda) assumiu a vice-presidência de futebol do Fluminense no lugar de Ricardo Tenório (à direita). A troca pode prejudicar a contratação de reforços (Foto: Moysés Fernan)

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade