Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Vasco decepciona e só empata com Joinville fora de casa

Gazeta Press Joinville (SC)

O Vasco voltou a decepcionar no Campeonato Brasileiro da série B e não passou de um empate sem gols, com o Joinville, em partida disputada na tarde deste sábado, na Arena Joinville, em Santa Catarina.

O jogo marcou a volta da equipe carioca ao estádio que foi palco,no ano passado, da sua volta à segunda divisão, além de provocar uma briga de torcidas que causou muitos prejuízos ao clube de São Januário.

O resultado fez o Vasco chegar aos nove pontos e ocupar o oitavo lugar, bem longe da zona de classificação para a série A. O Joinville segue na segunda posição, com 14 pontos ganhos. A partida foi muito movimentada no primeiro tempo, quando as duas equipes criaram e perderam várias oportunidas, mas caiu muito de nível na etapa final.

Na próxima rodada, o Joinville receberá o América-RN. O Vasco vai enfrentar o Bragantino, em Bragança Paulista

O JOGO

Diante de um grande público, as duas equipes começaram a partida com muita marcação por todo o campo. Pela primeira vez, na competição, o Vasco atuava com três zagueiros. A intenção do técnico Adilson Batista era dar mais liberdade para os laterais Diego Renan e Marlon.

O Joinville chegou pela primeira vez ao ataque, aos quatro minutos, mas o goleiro Diogo Silva saiu bem e abafou a jogada. Dois minutos depois foi a vez de Jael levar vantagem no cruzamento, mas a cabeçada não levou perigo. O time catarinense tentava explorar os avanços do lateral-esquerdo Marlon para armar jogadas de velocidade, o que obrigava o zagueiro Douglas Silva a cair no setor para evitar a penetração dos atacantes.

Aos nove minutos, Edigar Junio se livrou de Douglas Silva e bateu para ótima defesa de Diogo Silva. Só aos 12 minutos é que o chegou com perigo, pela primeira vez. O goleiro Ivan foi tentar driblar o atacante Edmilson e quase perdeu a bola para o atacante cruz-maltino na pequena área, mas conseguiu se recuperar.

O Joinville continuava mais agressivo e, aos 17 minutos, criou outra jogada de perigo. Edson Ratinho cruzou e Marcelo Costa completou com grande perigo. Na jogada seguinte, foi a vez de Jael ganhar do goleiro Diogo Silva no jogo aéreo, mas mandar a bola para fora.

O Joinville continuava se aproveitando dos erros de marcação cometidos pela equipe carioca para criar seguidas oportunidades de gol.Aos 21 minutos, Tartá invadiu pela esquerda e chutou cruzado. A bola desviou em Marlon e quase enganou o goleiro Diogo Silva que fez boa defesa. Dois minutos, Edigar Junio entrou em velocidade e lançou Jael, completamente livre, na grande área. O atacante chutou em cima do goleiro Diogo Silva que saiu com precisão para fechar o ângulo.

Apesar de realizar uma partida irregular, o Vasco teve chance de marcar o primeiro gol aos 26 minutos, quando a defesa catarinense hesitou e Diego Renan entrou pela direita e bateu cruzado, quase sem ângulo. A bola tocou no goleiro Ivan e saiu para escanteio.

O Vasco tentava se organizar em campo com maior participação do meia Douglas, mas os atacantes não davam muitas opções, o que impedia jogadas mais rápidas por parte da equipe de São Januário. Depois dos 30 minutos, o Joinville deixou de ser a equipe agressiva dos primeiros minutos, dando tempo e espaço para que o Vasco tocasse a bola com mais tranquilidade.

Aos 36 minutos, Douglas enfiou para Marlon que lançou na área, procurando Edmilson, mas a zaga catarinense chegou primeiro e aliviou o perigo.O Joinville voltou a incomodar aos 40 minutos. Edigar Junio levou vantagem pela direita e lançou para Jael que entrava pelo meio da área, mas o atacante furou, de forma bisonha, e desperdiçou mais uma oportunidade para marcar.

Nos minutos finais do primeiro tempo, cada equipe criou uma chance. Aos 45 minutos, o goleiro Ivan saiu mal em cruzamento na pequena área, e o zagueiro Rodrigo não aproveitou, cabeceando para fora. No lance seguinte, Edigar Junio entrou livre pela direita e chutou forte, mas Fabrício conseguiu desviar a bola para escanteio.

O Vasco voltou para o segundo com Yago no lugar de Rafael Silva, no ataque. E começou mais organizado, com Douglas se movimentando mais por todo o campo e procurando explorar a velocidade de Yago.Aos sete minutos, o atacante foi derrubado.Douglas levantou na área e Marlon cabeceou para fora.

O Joinville não conseguia repetir a atuação do primeiro tempo e permitia que o adversário ficasse mais tempo com a bola nos pés, embora sem criar bons lances no ataque.Só aos 14 minutos,é que Douglas arriscou, de fora da área, e a bola levou perigo para o goleiro Ivan. Aos 23 minutos, a equipe catarinense chegou ao gol de Diogo Silva, mas o chute de Edigar Junio foi facilmente defendido pelo goleiro vascaíno.

O técnico Adilson Batista decidiu trocar o esquema e trocou o zagueiro Luan pelo meia Guilherme Biteco. E o Joinville quase marcou aos 27 minutos, quando Edigar Junio mandou uma bomba e Diogo Silva fez grande defesa, espalmando para escanteio.

O nível da partida caiu muito no segundo tempo. As duas equipes erravam muitos passes e não conseguiam produzir jogadas de ataque,irritando o público que não escondia o desagrado com o baixo rendimento dos dois times. Nos minutos finais, o Joinville voltou a pressionar em busca do gol da vitória, mas o Vasco soube se defender e quase marcou, aos 42 minutos, mas o chute de Diego Renan, depois de tabela com Biteco, foi defendido, com os pés, pelo goleiro Ivan.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade