Futebol/Copa do Brasil - ( )

Volante xodó de Muricy pede elenco unido em semana decisiva

Tossiro Neto São Paulo (SP)

O empate com o Coritiba não foi o resultado que o São Paulo esperava na primeira da série de três partidas como mandante (fora de casa) em oito dias. Apesar disso, a atuação ao longo do 2 a 2 no Pacaembu foi valorizada por alguns jogadores, como Souza, que pediu união do elenco às vésperas de dois importantes compromissos.

Na quarta-feira, novamente no Pacaembu, a equipe decide contra o CRB uma vaga na terceira fase da Copa do Brasil. Por ter perdido por 2 a 1 o duelo de ida, em Maceió, precisará vencer por 1 a 0 ou por dois gols de diferença, caso também seja vazada. No domingo, no último jogo da série sem o Morumbi (alugado para dois shows), a Arena Barueri será palco do clássico contra o Corinthians.

"É uma semana complicada, decisiva, uma semana chave, porque precisamos do resultado decisivo na quarta, até para ganhar confiança para o clássico. Mas também uma semana boa para acabar com as críticas", disse o volante, que é um dos xodós de Muricy Ramalho - no período em que o jogador foi desfalque, o treinador citou sua ausência em praticamente todas as entrevistas.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net
Na quarta-feira, time decide contra CRB seu futuro na Copa do Brasil; no domingo, adversário será o Corithians
Depois da folga no domingo, a semana de trabalhos começará na tarde desta segunda-feira com um conflito a ser resolvido pela comissão técnica. O meia Paulo Henrique Ganso externou insatisfação por ter começado o duelo com o Coritiba no banco de reservas ao discordar do esquema tático sem nenhum armador de ofício. "O time melhorou (quando eu entrei), criou mais chance. Com quatro atacantes, sem ninguém para criar, fica difícil", disse.

Para Souza, o momento pede outro tipo de comportamento do grupo. "Primeiramente, temos que parar de ficar nos criticando. Precisamos nos fechar, levantar o moral do time. Sempre que alguém vem a público, é parar falar mal. Não fizemos a melhor partida, mas precisamos enaltecer que não faltou vontade em nenhum momento. Deixamos a desejar um pouco na parte defensiva. Todos falharam. Aqui é um time. Temos de corrigir os erros", falou, minimizando as cobranças à equipe.

"Apesar de não ter gostado do resultado, a torcida viu que o time buscou o resultado. Esse papo de oscilação incomoda, precisamos parar com isso. O empate não foi por acaso. O Coritiba foi organizado e vai tirar pontos de muita gente no campeonato. Criamos oportunidade. Contra o Cruzeiro, quase não criamos e achamos um gol no final. Vamos tentar reagir no próximo jogo", avisou.

Para a partida contra o CRB, Muricy não poderá com três atletas. Os zagueiros Rodrigo Caio (suspenso pela expulsão na capital alagoano) e Paulo Miranda (lesionado) e o lateral Douglas (igualmente machucado). Após o empate de domingo, ele avisou que poderá fazer até três modificações.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade