Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Walter faz dois, Fluminense aproveita falhas do São Paulo e goleia

Rio de Janeiro (RJ)

O Fluminense impôs na noite desta quarta-feira a primeira derrota do São Paulo no Campeonato Brasileiro: 5 a 2. Em uma noite com falhas do goleiro Rogério Ceni e do restante do sistema defensivo são-paulino, quem brilhou foi o atacante Walter, que fez dois gols e, na comemoração, ainda deitou e rolou no gramado do estádio do Maracanã, que foi utilizado pela última vez antes da Copa do Mundo.

O primeiro gol do jogo foi marcado por Rogério Ceni, de pênalti. Porém, ainda no primeiro tempo, o capitão são-paulino falhou ao dar rebote no meio da área, e Walter empatou. Ainda no primeiro tempo, Alexandre Pato recolocou a equipe paulista na frente.

Porém, o Fluminense voltou arrasador para o segundo tempo, aproveitando erros do adversário. Assim, o time de Cristóvão Borges empatou em gol contra de Lucão. A partir daí, os visitantes não conseguiram mais se segurar.

Nelson Perez/FluminenseF.C.
Walter marcou dois gols e comemorou deitando e rolando no gramado do Maracanã
Substituto de Fred, que não pôde atuar porque já está preservado para a Copa do Mundo, Walter aproveitou bem sua chance como titular e marcou o da virada. Na comemoração, o atacante deitou no gramado e rolou.

Já o meia Wagner marcou o quarto em novo rebote de Rogério Ceni, e Rafael Sobis fechou o placar para o Fluminense, que chegou aos 12 pontos, no terceiro lugar. O São Paulo permanece com nove pontos, na sétima posição.

Na próxima rodada do Nacional, o time de Muricy Ramalho buscará a reação contra o Grêmio, na noite de sábado, no Morumbi. No mesmo dia, o Fluminense será visitante diante do Bahia, em jogo marcado para a Arena Barueri.

O jogo - O São Paulo começou melhor a partida, conduzido por Ganso, que arriscou uma batida em menos de um minuto, mas para fora. O Fluminense ainda tentou responder, sem eficiência, antes de levar um susto quando Osvaldo apareceu de frente para o gol e bateu por cima. No entanto, o árbitro anotou toque de mão do atacante são-paulino na jogada.

As duas equipes continuaram demorando a encaixar jogadas de perigo, até que o São Paulo teve um pênalti, de Wellington Silva sobre Antônio Carlos. Assim, aos 25 minutos, Rogério Ceni fez a cobrança e colocou a equipe paulista na frente no placar.

Na resposta dos donos da casa, Carlinhos cruzou rasteiro da esquerda, e Wagner se esticou no carrinho, mas não alcançou. No lance seguinte, Carlinhos recebeu de Walter e finalizou, para defesa de Ceni. Apesar dos avanços do Fluminense, o São Paulo também continuou perigoso. Alexandre Pato recebeu pela direita e finalizou cruzado, rasteiro, obrigando Felipe Garcia a espalmar.

Aos 41, o time de Cristóvão Borges empatou. Conca finalizou de fora da área, e Ceni deu rebote no meio da área. Walter ganhou no corpo de Reinaldo e finalizou para fazer o gol. Apenas três minutos depois, Osvaldo cruzou da direita, e Alexandre Pato se antecipou a Carlinho para mandar de cabeça para a rede, recolocando o São Paulo na frente.

O árbitro Paulo Godoy Bezerra apitou o fim do primeiro tempo logo depois do gol e, na saída do gramado, ainda deu um cartão amarelo para Luis Fabiano, por reclamação. Na volta para o segundo tempo, o Fluminense tentou colocar pressão, e Walter levou perigo ao arriscar uma bicicleta, que passou perto da trave. No lance seguinte, Carlinhos arriscou de fora da área, mas para fora.

Arte GE.Net
O time visitante não suportou por muito tempo. Aos sete minutos, depois de cobrança de escanteio do Fluminense, Lucão desviou contra o próprio gol de Rogério Ceni. Pouco depois, Cristóvão Borges foi obrigado a fazer sua primeira mudança, já que Elivélton sentiu lesão e foi substituído por Marlon.

O São Paulo ainda teve uma chance em falta da intermediária na sequência, mas a cobrança de Ganso foi por cima do travessão. O Fluminense seguiu pressionando e conseguiu a virada. Aos 20, Walter recebeu cruzamento atrás da zaga, dominou e chutou forte, no canto, sem dar chance a Rogério Ceni. Na comemoração, o atacante deitou no chão e rolou.

Aos 27, Rafael Sobis finalizou de fora da área, Ceni deu rebote de novo para o meio e Wagner não desperdiçou, marcando o quarto. Apenas três minutos depois, Sobis aproveitou mais um erro do sistema defensivo visitante e, entre dois adversários, chutou para a rede. A partir daí, o Fluminense soube controlar bem o resultado, e a torcida até gritou ‘olé’.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade