Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Alba rebate críticas por queda de produção da Fúria

Curitiba (PR)

A derrota por 5 a 1 para a Holanda causou perplexidade em torcedores e cronistas esportivos, mas atingiu principalmente aos jogadores da Espanha, sem explicações para a estreia desastrosa na Copa do Mundo 2014. O lateral Jordi Alba contou que após a partida o clima pesou nos vestiários, todos sem entender o motivo da virada, embora admitissem que a apresentação na etapa final foi abaixo da média.

“No vestiário o clima estava ruim, não esperávamos tomar cinco gols, fomos surpreendidos. No segundo tempo estivemos um pouco abaixo”, disse o jogador, que busca motivação para reagir. “Não acredito que isso vai nos desaminar. Somos nós, juntos, que perdemos e ganhamos. Estamos mais unidos do que nunca para as próximas partidas“, completou.

Alba, no entanto, rebateu parte das críticas em relação a essa queda de produção no segundo tempo, quando a Laranja se mostrou melhor postada e inteira fisicamente. “A equipe está fisicamente muito bem e chegou em ótimas condições para o Mundial. Tática e fisicamente sempre buscamos a perfeição. Foi surpreendente marcar cinco gols na primeira partida. Tomamos alguns gols bobos. Mas, agora temos que seguir”, concluiu.

AFP
Jordi Alba exaltou a qualidade do condicionamento físico da seleção da Espanha
A Fúria volta a treinar na tarde deste sábado, no CT do Caju. Na quarta-feira o jogo será diante do Chile, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. A participação na primeira fase chega ao fim no dia 23 de junho, diante da Austrália, na Arena da Baixada. Porém, se perder para os sul-americanos, a La Roja poderá fazer apenas um amistoso para cumprir tabela na terceira rodada.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade