Futebol Internacional/Amistosos - ( - Atualizado )

Alemanha supera drama de Reus e goleia Armênia no segundo tempo

Mainz (Alemanha)

A sexta-feira era para ser de festa em Mainz. Após um primeiro tempo complicado na Coface Arena, a Alemanha goleou a Armênia, pelo placar de 6 a 1, e viu Klose se tornar o maior artilheiro da história germânica, com 69 redes balançadas. Entretanto, um lance preocupou os donos da casa até o apito final: a lesão do habilidoso meia Mario Gotze, que saiu machucado no tempo inaugural.

Quando a partida estava com o placar de 0 a 0, o habilidoso articulador do Borussia Dortmund torceu o tornozelo, após sofrer uma entrada de Yedigaryan. O jovem saiu amparado por membros da comissão técnica e sequer conseguia firmar o pé esquerdo no chão. Chorando, foi encaminhado para o hospital, que não expôs o boletim médico até então.

No lugar de Reus, entrou Podolski, determinante para a construção da goleada. Além de assistir Schurrle no primeiro tento germânico, deixou sua marca aos 26 minutos e viu Howedes, Klose e Gotze, duas vezes, completarem o placar expressivo. O meia Mkhitaryan descontou para os visitantes.

O jogo – Mesmo atuando em Mainz, a surpreendente Armênia criou a primeira chance da partida diante dos favoritos, logo aos dois minutos. Em cruzamento da direita, o camisa 10 Ghazaryan tentou finalizar de letra, mas furou e desperdiçou uma boa oportunidade. Passado o susto, a Alemanha tomou conta das ações e levou perigo à Berezovsky. Primeiro aos cinco, em conclusão desajeitada de Muller, e depois aos oito, em cabeçada executada por Schurrle.

Com 12 jogados, os germânicos quase foram às redes. Acionado na área, Schurrle tocou com calma e precisão, na saída de Berezovsky, mas viu a defesa se recuperar e afastar em cima da linha. Quando o relógio apontou a marca dos 21, o meio-campo Kroos arriscou da intermediária e encobriu o travessão visitante.

Superiores em campo, os comandados de Joachim Low pressionaram ainda mais os acuados armênios. Aos 31 minutos, aproveitando escanteio cobrado na direita, Jérome Boateng se antecipou à marcação e testou com perigo. No ataque seguinte, Schurrle recebeu na área e ficou cara a cara com Berezovsky, mas parou em intervenção providencial do arqueiro.

A nota triste da partida veio no final da primeira etapa. Em dividida com Yedigaryan, o habilidoso meia Marco Reus torceu o tornozelo e desabou no gramado. O jogador do Borussia Dortmund saiu de campo amparado por dois membros da comissão técnica, chorando e sem conseguir firmar o pé esquerdo no chão. Seu substituto foi o experiente Podolski.

AFP
Reus torceu o tornozelo com a entrada de Yedigaryan e saiu de campo chorando, sem firmar o pé esquerdo no chão

Abatida com a possível lesão de Reus, a Alemanha mostrou-se eficiente no segundo tempo e inaugurou o placar em grande estilo. Aos sete minutos, Podolski arrancou pela ponta esquerda, foi à linha de fundo e cruzou rasteiro para Schurrle completar de letra para o gol.

Porém, com 23 minutos do segundo tempo, a Armânia chegou à igualdade. Em jogada individual, Ghazaryan invadiu a área e acabou derrubado por Grosskreutz. Na cobrança, Mkhitaryan reencontrou o goleiro Weidenfeller, seu companheiro de Borussia Dortmund, e cobrou com maestria, no canto esquerdo.

Para a tranquilidade dos torcedores, o surpreendente empate durou pouco. Com 26 jogados, Podolski invadiu a área e concluiu de canhota para vencer Berezovsky. Dois minutos mais tarde, Howedes, improvisado na lateral esquerda, aproveitou um belo cruzamento de Schweinsteiger e testou firme para o fundo das redes. Aos 30, Klose ampliou a contagem e se tornou o maior artilheiro da Alemanha, superando Gerd Muller, com a marca de 69 gols anotados.

No fim da partida, Gotze, que substituiu Schurrle, anotou duas vezes, aos 36 e 43 minutos, e fechou a expressiva vitória germânica na Coface Arena.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade