Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Alexandre Pato é ‘plano B’ da Juventus, afirma jornal italiano

Turim (Itália)

A passagem de altos e baixos de Alexandre Pato pelo futebol italiano ainda não foi esquecida. De acordo com o jornal La Gazzetta dello Sport, o atacante do São Paulo está sendo observado de perto por dirigentes da Juventus, atual campeã da Serie A da Itália.

Pato seria o “plano B” da Velha Senhora para o ataque. O clube busca reforçar o setor e tem enfrentado uma complicada negociação com Álvaro Morata, do Real Madrid. A primeira oferta dos alvinegros pelo jogador, de 15 milhões de euros (cerca de R$ 45 milhões) foi negada.

Com a recusa, a Juventus subiu a proposta para 18 milhões de euros (R$ 54 milhões) e agora aguarda um retorno dos espanhóis. Caso seja negada novamente, o clube deve buscar outra alternativa – especificamente o brasileiro do São Paulo.

Não é a primeira vez que a Juve demonstra interesse no ex-atacante do Milan. No ano passado, o clube teria feito uma proposta de empréstimo ao Corinthians pelo jogador, que acabou recusada pelos paulistas, que só aceitariam uma transferência em definitivo.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Emprestado ao São Paulo pelo Corinthians, Alexandre Pato desperta o interesse da Juventus, da Itália

A ida de Pato para a Juventus, no entanto, tem poucas chances de se concretizar. O atacante, envolvido pelo Timão em uma surpreendente troca com o São Paulo pelo meia Jadson, tem vínculo de empréstimo com o tricolor até o final de 2015, quando então retornará ao Corinthians. No acordo entre as partes, foi acertado que o jogador só deixaria o São Paulo antes da hora caso os alvinegros recebessem uma proposta de 15 milhões de euros (cerca de R$ 45 milhões) por ele.

Problemas físicos? - A ideia da Juventus é novamente pedir um empréstimo ao Corinthians, com prioridade de compra ao final do vínculo. Segundo o jornal, os dirigentes italianos têm receio de investir alto pelo jogador devido aos diversos problemas físicos que atrapalharam a passagem de Pato pelo Milan. Curiosamente, a publicação credita a não recuperação total de Pato para explicar sua ausência na Copa do Mundo.