Futebol - ( )

Andrés Sanchez desiste de manter arquibancadas provisórias após a Copa

São Paulo (SP)

Andrés Sanchez chegou a falar em manter as arquibancadas provisórias do estádio de Itaquera, instaladas para a Copa do Mundo, por um ano e meio. Depois, colocou o fim do ano como novo prazo. Agora, avisou que as estruturas começarão a ser retiradas logo após o Mundial.

“Vamos tirar. Ia deixar, mas vai tirar”, resumiu o ex-presidente do Corinthians, responsável pela arena, em entrevista ao programa Mesa Redonda, da TV Gazeta.

Segundo Andrés, o processo de desmontagem vai levar cerca de dois meses, mas não deixará o time sem estádio. Ele assegurou que será possível enfrentar o Internacional em Itaquera, em 16 de julho, na retomada do Campeonato Brasileiro.

Djalma Vassão/Gazeta Press
As arquibancadas provisórias instaladas atrás dos gols tiveram o prazo de validade encurtado

“Você pode interditar a área em que está mexendo e usar o resto. Vamos jogar lá, sim. Infelizmente, com dificuldade, mais ou menos como foi contra o Botafogo, mas vai melhorando”, explicou o dirigente.

Durante a disputa da Copa do Mundo, o estádio da zona leste de São Paulo terá capacidade para 68 mil pessoas. Sem as estruturas provisórias, instaladas atrás dos gols, esse número diminui para 48 mil.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade