Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Animado, Obama entoa gritos de "USA" e põe fé na equipe de Klinsmann

Minnesota (Estados Unidos)

Sob o comando do ídolo alemão Jurgen Klinsmann, os Estados Unidos conquistaram a vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo, figurando na segunda posição do Grupo G – que tinha como favoritos as seleções de Alemanha e Portugal. Após acompanhar a derrota para os germânicos na sala de reuniões de seu avião, o presidente Barack Obama expôs sua satisfação com o elenco norte-americano durante um discurso em Minneapolis.

“Temos que começar parabenizando nossa seleção de futebol por ter avançado de fase. Estávamos em uma espécie de 'grupo da morte' e agora temos chances de vencer o campeonato. Não podemos estar mais orgulhosos deles. Todos ali desafiaram as probabilidades e encantaram torcedores. Quero que os membros do time saibam que estamos muito honrados pela campanha”, afirmou, sem antes deixar de entoar gritos entusiasmados de “USA”.

Nesta quinta-feira, os Estados Unidos acabaram derrotados pela Alemanha, mas não tiveram seu saldo de gols superado – tão pouco igualado – por Portugal, que venceu Gana por 2 a 1, em Brasília-DF. Assim, os norte-americanos avançaram nos critérios de desempate, com um balanço nulo de redes balançadas, contra -3 dos lusitanos.

O primeiro desafio da equipe de Klinsmann no mata-mata será diante da Bélgica, nesta terça-feira. O duelo terá início às 17 horas (de Brasília), na Arena Fonte Nova, em Salvador-BA

AFP
"Estávamos em uma espécie de 'grupo da morte' e agora temos chances de vencer a Copa", disse Obama