Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Antes do jogo, chilenos invadem setor de imprensa do Macaranã

Rio de Janeiro (RJ)

Menos de meia hora depois de cerca de dez chilenos terem entrado no Maracanã - e serem retirados por fiscais -, um número muito maior fez o mesmo. Restando uma hora para o início do jogo contra a Espanha, no mínimo uma centena deles entrou correndo pelo setor de imprensa, na tentativa de chegar às arquibancadas.

Cerca de 30 pessoas foram cercadas por fiscais de seguranças do Maracanã, junto com alguns homens da Polícia Militar, eles serão encaminhados ao Juizado Criminal Especial.O corre-corre assustou os voluntários e funcionários da Fifa. Uma voluntária falava ao microfone quando se deu a invasão. "P... merda, são torcedores", disse ela. A cena foi fotografada e filmada pelos jornalistas que ainda não haviam se dirigido para a tribuna de imprensa ou para o campo.

Além de invadir o estádio, os torcedores promoveram uma quebradeira generalizada no setor destinado os jornalistas. Atitude chamada de “vergonhosa” pelo principal jornal esportivo do Chile, El Grafico.

Antes da invasão maior, a reportagem havia flagrado como alguns torcedores conseguiram adentrar o local sem ingresso. A invasão não despendeu muita habilidade. Eles forçaram duas grades acorrentadas por um cadeado e passaram entre elas, sem serem notados pelos guardas municipais.

Em situações diferentes, Chile e Espanha se enfrentam a partir de 16 horas (de Brasília). A equipe sul-americana busca uma vitória para se classificar às oitavas de final de forma antecipada. Campeões da edição passada, em 2010, os europeus, derrotados na estreia, lutam para não serem eliminados.

AFP
Chilenos derrubaram e quebraram tudo o que viram pela frente no centro de mídia da Fifa no Maracanã